25 de Abril de 2008 / às 16:17 / 9 anos atrás

Data de jogo decisivo prejudica o Manchester, diz treinador

<p>O t&eacute;cnico do Manchester United, Alex Ferguson, durante partida contra o Barcelona pela Copa dos Campe&otilde;es, dia 23 de abril. O Chelsea recebeu uma vantagem indevida sobre o Manchester United devido a realiza&ccedil;&atilde;o da partida entre as equipes no s&aacute;bado, afirmou nesta sexta-feira o t&eacute;cnico do Manchester, Alex Ferguson. Photo by Stringer</p>

Por Pete Oliver

MANCHESTER, Grã-Bretanha (Reuters) - O Chelsea recebeu uma vantagem indevida sobre o Manchester United devido a realização da partida entre as equipes no sábado, afirmou nesta sexta-feira o técnico do Manchester, Alex Ferguson.

Os times enfrentam-se no estádio Stamford Bridge, em Londres, e o Manchester sabe que, se vencer, estará muito próximo de conquistar o título inglês pelo segundo ano consecutivo.

Mas o Chelsea manterá vivas suas esperanças se derrotar o rival, e Ferguson acredita que o dia da partida, que ocorre entre os dois jogos da semifinal da Liga dos Campeões, ajudará o time de azul.

"A data não é justa porque caiu entre os dois jogos", afirmou Ferguson a repórteres.

"O jogo do Liverpool contra o Chelsea (pela Liga dos Campeões) foi marcado para uma terça-feira, de forma que eles terão quatro dias para se preparar, o que significa uma grande vantagem, sem dúvida", acrescentou.

"Nós, infelizmente, temos 60 horas para nos prepararmos antes do jogo (de sábado). Tudo o que podemos fazer nesse período é descansar."

Passadas 24 horas do empate em 1 x 1 do Chelsea com o Liverpool, na terça-feira, o Manchester jogou pelas semifinais com o Barcelona, conquistando um empate em 0 x 0 e optando por não viajar imediatamente de volta a fim de dar início à preparação para a partida do Campeonato Inglês.

"Dormimos em Barcelona. Depois, realizamos uma sessão leve de treinamento no centro de treinamento do Barcelona. Ficar ao sol e ter um dia de relaxamento foi provavelmente a melhor das alternativas de que dispúnhamos", acrescentou Ferguson.

"Uma vez selado um contrato com o demônio (as redes de TV), não há nada que se possa fazer."

"Isso não é justo, mas o que podemos fazer? Isso aconteceu conosco no ano passado, depois da semifinal com o Milan, quando tivemos de jogar contra o Manchester City na hora do almoço, no sábado seguinte. Tivemos de aceitar aquilo."

O Manchester venceu aquele jogo contra o rival da cidade na temporada passada, e sagrou-se campeão 24 horas mais tarde, quando o Chelsea empatou com o Arsenal.

O título pode ser conquistado novamente antes de o Manchester enfrentar o Barcelona, no estádio Old Trafford, na terça-feira, pelo direito de disputar a final da Liga dos Campeões.

"Temos a chance de realizar grandes conquistas nos próximos dias", disse Ferguson. "Estamos motivados e temos os jogadores para conseguir isso. Precisamos nos unir para conseguir isso."

"Temos de fazer de tudo para descansarmos de forma adequada e nos prepararmos com vistas ao jogo (contra o Chelsea). A partida falará por si mesma. Trata-se de um jogo de importância colossal."

Ferguson espera que o zagueiro Nemanja Vidic recupere-se a tempo do jogo com o Chelsea após não ter disputado a partida com o Barcelona devido a um problema estomacal.

O dirigente acrescentou: "Nós tratamos dele imediatamente. Nós o levamos a um hospital. Esperamos que ele esteja recuperado."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below