Organizadores de Olimpíadas criam grito de guerra "oficial"

quinta-feira, 5 de junho de 2008 10:51 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Pequim vêm divulgando um grito de guerra sancionado pelas autoridades a fim de que os espectadores do evento, em agosto, possam torcer de forma "civilizada", afirmaram meios de comunicação oficiais na quinta-feira.

Incorporando o conhecido grito "Jiayou" (ou "lenha na fogueira"), a sequência de palavras e gestos, com quatro passos, foi criada para ajudar os torcedores a manifestarem-se de "forma tranquila e civilizada" durante os Jogos, que ocorrem entre os dias 8 e 24 de agosto.

O grito de guerra será divulgado por meio de programas de TV, apresentações de vídeo e grupos de voluntários treinados para atuar nos locais de competição bem como pelo Ministério da Educação, afirmou o jornal People's Daily.

O grito começa com as palavras "Olimpíadas -- lenha na fogueira", acompanhadas de duas palmas e dois sinais de positivo com os dedos polegares, antes de continuar com "China -- lenha na fogueira", com mais duas palmas e o levantamento dos punhos fechados.

As palavras "China" e "Olimpíadas" podem ser substituídas a fim de permitir que os torcedores manifestem-se em favor de outros países ou de algum competidor em especial, afirmou o jornal.

A eventual falta de etiqueta esportiva vem sendo uma grande preocupação das autoridades de Pequim durante os preparativos dos Jogos, e vários programas educacionais foram criados tendo isso em vista.

Os usuários dos transportes públicos na capital chinesa aprendem as regras dos esportes olímpicos em telas especiais de TV, ao passo que projetores especiais foram instalados em várias escolas da cidade a fim de ensinar as crianças sobre a história dos Jogos.

(Por Nick Mulvenney e Liu Zhen)