Futebol fica sem árbitros brasileiros nos Jogos de Pequim

segunda-feira, 28 de abril de 2008 20:19 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Nenhum árbitro brasileiro do futebol estará nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O presidente da comissão de arbitragem da CBF, Sérgio Correa, disse que a Fifa vai fazer das Olimpíadas um observatório de árbitros que não têm experiência internacional.

"Todos os árbitros pré-selecionados para a Copa de 2010 não entrariam na Olimpíada... Eles estão levando árbitros que ainda não participaram de competições internacionais da Fifa", destacou Correa.

Segundo ele, árbitros de outros países tradicionais do futebol como Inglaterra, Itália, Espanha, Paraguai e Colômbia também não terão representantes nos Jogos de Pequim.

Correa informou que a árbitra Maria Eliza Barbosa não compareceu ao teste físico da CBF e não poderia ser indicada para Pequim.

Nos Jogos de Atenas, em 2004, a representante brasileira foi a bandeirinha Ana Paula de Oliveira.

O presidente da comissão de arbitragem da CBF não acredita que a arbitragem brasileira enfrente uma crise internacional e lembrou que o Brasil pode ter dois árbitros na Copa da África do Sul, em 2010.

O gaúcho Carlos Eugênio Simon e o paulista Sálvio Fagundes Espínola estão pré-selecionados. "Não corremos risco de não ter um representante em 2010. Temos dois potenciais candidatos. Temos o risco positivo dos dois irem à Copa do Mundo. Se os dois não forem, um irá", garantiu Correa.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)