February 22, 2008 / 1:46 PM / 9 years ago

Cuba promete homenagear Fidel com medalhas em Pequim

3 Min, DE LEITURA

HAVANA (Reuters) - Um dirigente esportivo cubano disse na quinta-feira que o país já tem cerca de cem atletas classificados para a Olimpíada de 2008, em Pequim, e prometeu homenagens ao agora aposentado líder Fidel Castro na forma de medalhas.

"A nosso 'Comandante en Jefe', [quero] expressar que nosso movimento esportivo não vai lhe falhar diante dos desafios", disse Christian Jiménez, presidente do Instituto Nacional de Desportes, no programa "Mesa Redonda", da TV estatal.

Jiménez disse que Fidel foi durante quase 50 anos o mentor intelectual e a fonte de inspiração para que Cuba se tornasse uma das principais potências olímpicas. O veterano revolucionário anunciou na terça-feira que não deseja ser reeleito para a Presidência do país, na votação indireta de domingo.

"[Quero] dizer ao nosso povo e ao nosso comandante-chefe, a respeito dos Jogos Olímpicos de Pequim, que continuaremos sendo uma potência olímpica e uma fortaleza da revolução", afirmou o dirigente, que é também membro do Conselho de Estado (principal poder executivo da ilha).

Segundo ele, 106 cubanos já asseguraram vaga em 14 modalidades olímpicas, mas a meta dos dirigentes é levar cerca de 160 atletas para 20 esportes.

"A preparação caminha satisfatoriamente", disse Angel Iglesias, vice-presidente do Instituto Nacional de Desportes.

Até agora, os cubanos já têm vaga para disputar provas de atletismo, beisebol, judô, canoagem, remo, levantamento de peso, tae-kwon-do, voleibol feminino e luta, entre outros.

Os pugilistas da ilha devem buscar vaga nas 11 categorias durante um torneio no começo de março em Trinidad e Tobago. Cuba se ausentou em outubro do Mundial de Chicago, que dava vagas olímpicas, para evitar deserções de atletas -- como ocorrera meses antes nos Jogos Pan-Americanos do Rio.

Cuba enviou 152 atletas aos Jogos de Atenas-2004, e eles trouxeram de volta 9 medalhas de ouro, 7 de prata e 11 de bronze. O melhor desempenho cubano em Olimpíadas foi em Barcelona-92 -- 14 ouros, 6 pratas e 11 bronzes.

"Temos um grande desafio para Pequim", disse Iglesias ao anunciar que 322 cubanos continuam disputando seletivas para os Jogos de agosto.

A preparação, apesar das limitações econômicas e da preocupação com a deserção de atletas, ocorrerá em 56 bases de treinamento, sendo 19 já na China.

"Tenho muito bom ânimo para Pequim. Minha máxima aspiração é lutar por uma medalha e dizer adeus ao esporte ativo", disse a experiente judoca Driulis González, dona de quatro medalhas olímpicas, inclusive o ouro em Atlanta-96.

Por Nelson Acosta

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below