Tensão segue tocha olímpica para dentro da China

quinta-feira, 1 de maio de 2008 13:22 BRT
 

Por James Pomfret

HONG KONG (Reuters) - Manifestações de indignação e momentos de tensão voltaram a ocorrer na quinta-feira apesar do regresso da tocha olímpica à China, finalizando um périplo internacional marcado por protestos contra as ações repressivas do governo chinês no Tibet.

Centenas de chineses realizaram atos na frente de lojas da cadeia de supermercados francesa Carrefour, que se tornou alvo de uma campanha nacionalista devido à conturbada passagem do símbolo dos Jogos por Paris.

Três ativistas tibetanos impedidos de viajar para Hong Kong, onde na sexta-feira ocorre a primeira parte da viagem da tocha por dentro da China (viagem essa prevista para durar três meses), advertiram que a chama reacenderá os distúrbios ao passar pelo Tibet, em junho.

"Os tibetanos farão tudo o que puderam para protestar durante a passagem da tocha", afirmou Lhadon Tethong, diretora-executiva do grupo Estudantes pelo Tibet Livre e uma dos três ativistas impedidos de entrar em Hong Kong no começo desta semana.

"Claramente, o périplo da tocha olímpica já está resultando em uma maior repressão dentro do Tibet e em um aprofundamento do clima de terror ao qual os tibetanos já se viam submetidos", acrescentou a ativista.

Em março, sob a liderança de monges budistas, ocorreram no Tibet as piores manifestações anti-China das últimas duas décadas. Segundo o governo chinês, 18 civis inocentes foram mortos naqueles distúrbios.

O motim e a ação repressiva lançada pouco depois chamaram a atenção do mundo para a região do Himalaia em um momento desfavorável para os líderes do Partido Comunista da China, que apostam nos Jogos Olímpicos de Pequim para destacar a modernidade e a prosperidade de seu país.

Em um sinal de que as tensões persistem a menos de cem dias do início das Olimpíadas, em agosto, meios de comunicação oficiais da China noticiaram nesta semana que um policial e um suposto líder dos motins morreram durante um tiroteio ocorrido em uma parte tibetana do oeste da China.   Continuação...