Milan diz que espera Ronaldo, mas não fala de contrato

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008 11:28 BRST
 

MILÃO, Itália (Reuters) - O clube AC Milan ainda não se comprometeu com prorrogar o contrato do atacante Ronaldo, o qual sofreu uma lesão no joelho esquerdo que o deixará fora dos gramados por ao menos nove meses.

O contrato de Ronaldo, 31, termina em junho e, apesar de o time campeão da Europa ter dito que espera vê-lo jogando novamente, o atacante não tem garantias de que poderá ficar no clube italiano.

Na quinta-feira, em Paris, o jogador submeteu-se a uma cirurgia no joelho esquerdo após ter saído de maca do jogo de quarta-feira contra o Livorno pela Série A do Campeonato Italiano, partida essa que terminou empatada em 1 a 1.

Aquela era apenas a sexta vez que Ronaldo entrava em campo nesta temporada, durante a qual já tinha enfrentado outras contusões.

Eleito três vezes melhor jogador do mundo, o atleta sofreu uma lesão semelhante quando estava na Inter de Milão, em 2000.

"Esperamos que a imagem triste vista na quarta-feira não seja a última dele nos campos de futebol", afirmou Adriano Galliani, dirigente do Milan, na edição de sexta-feira do jornal Gazzeta Dello Sport.

"Ronaldo ainda não completou 32 anos de idade. E mesmo que eu não comente isso, porque não sou médico, espero que ele volte a jogar e que faça isso em nossa equipe. Ronaldo talvez seja o melhor jogador do Brasil desde Pelé."

Carlo Ancelotti, técnico do Milan, deu declarações semelhantes. E, apesar de ter dito que o clube esperaria por ele, não há negociações específicas para a renovação do contrato.

"Agora tudo está nas mãos dele. Estou convencido de que o Ronaldo voltará a jogar porque o futebol é o mundo dele e nós esperaremos por ele", afirmou Ancelotti a repórteres.   Continuação...

 
<p>Ronaldo, do Milan, chega ao Hospital La Pitie Salpetriere, em Paris. O clube AC Milan ainda n&atilde;o se comprometeu com prorrogar o contrato do atacante Ronaldo, o qual sofreu uma les&atilde;o no joelho esquerdo que o deixar&aacute; fora dos gramados por ao menos nove meses. Photo by Charles Platiau</p>