Vitória de Hamilton em casa deixa McLaren eufórica

segunda-feira, 7 de julho de 2008 10:47 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A McLaren alertou a rival Ferrari que a excepcional vitória de Lewis Hamilton, no domingo, em Silverstone, foi apenas o prenúncio de uma fase ainda melhor de seu piloto.

Enquanto o tricampeão Jackie Stewart manifestava admiração total pela destreza do britânico de 23 anos sob forte chuva, Martin Whitmarsh, executivo-chefe da McLaren, destacou a excelente fase de Hamilton, agora um dos líderes do Mundial de Fórmula 1.

"Esta sem dúvida, mesmo colocando no contexto e olhando para todas as outras, será uma enorme vitória, por causa das circunstâncias", disse Whitmarsh a jornalistas.

"Realmente o que fizemos na pista hoje foi incrível. Será uma daquelas corridas em que todos os envolvidos e muitas outras pessoas vão lembrar pelo resto de suas vidas, e tenho certeza de que Lewis também."

Hamilton chegou a Silverstone após dois GPs sem pontuar, e sob suspeitas de que estaria se deixando prejudicar por um excesso de compromissos publicitários e sociais.

Ele carregava ainda o estigma de uma barbeiragem, por ter deixado de ver um sinal vermelho e batido na traseira do campeão mundial Kimi Raikkonen, da Ferrari, na saída dos boxes em Montreal.

Mas diante da sua torcida, mesmo com o capacete embaçado e a visibilidade prejudicada pela água na pista, ele praticamente não cometeu falhas. Colocou uma volta de vantagem até sobre o quarto colocado, e concluiu a prova com mais de um minuto à frente do segundo, Nick Heidfeld -- uma eternidade, num mundo em que o sucesso e o fracasso são medidos em frações de segundo.

Com esse resultado, Hamilton divide a liderança do Mundial com os ferraristas Felipe Massa e Kimi Raikkonen, todos com 48 pontos. O próximo GP será em Hockenheim, na Alemanha, "casa" da Mercedes, parceira da McLaren.   Continuação...

 
<p>Lewis Hamilton, da McLaren, e Rubens Barrichello, da Honda, comemoram no p&oacute;dio do GP da Inglaterra, em 6 de julho de 2008. Photo by Thomas Bohlen</p>