Hitzfeld de despede com a Suíça após 45 anos de carreira

sexta-feira, 16 de maio de 2014 11:32 BRT
 

Por Brian Homewood

BERNA (Reuters) - Ottmar Hitzfeld, um dos técnicos mais vitoriosos da Europa com clubes, vai se despedir do futebol no Brasil, depois de uma carreira de 45 anos em que conseguiu sete títulos de Campeonato Alemão, duas Ligas dos Campeões e uma derrota extraordinária.

Hitzfeld vai liderar a Suíça na Copa do Mundo pela segunda vez. Também estava no comando de uma campanha amarga na África do Sul, há quatro anos.

Na ocasião, a Suíça começou o torneio com uma zebra espetacular contra a Espanha, venceu a futura campeã por 1 x 0, mas não conseguiu marcar outro gol e foi eliminada na fase de grupos depois de um empate em sem gols contra Honduras.

"Eu gostaria de viver sem essa pressão, eu a sofri por um longo tempo e foi ótimo, mas agora é a hora de eu me despedir, e essa Copa do Mundo, o auge, é a hora correta", disse Hitzfeld, que recusou uma renovação de dois anos de contrato.

O alemão de 65 anos levou o Borussia Dortmund a dois títulos de Bundesliga, o Bayern de Munique, a cinco, e também conseguiu uma Liga dos Campeões com cada um deles. Ele é um dos quatro treinadores que venceram a principal competição de clubes da Europa com duas equipes diferentes.

Mas Hitzfeld também será lembrado pela derrota por 2 x 1 para o Manchester United na decisão da Liga dos Campeões de 1999, em que seu time dominou o jogo mas perdeu a taça com dois gols sofridos nos últimos minutos.

Hitzfeld nasceu perto da Basileia, no outro lado da fronteira da Suíça, e fala o dialeto suíço local. Ex-atacante, passou uma parte considerável da carreira no seu país natal e também começou a treinar lá, em 1983.

Não é surpresa para um ex-professor de matemática, mas Hitzfeld prepara-se para os jogos com precisão geométrica, apesar de ter capacidade de improvisação para inventar uma solução quando as coisas estão dando errado.   Continuação...