18 de Maio de 2014 / às 15:13 / 3 anos atrás

Torcedores do Arsenal exaltam heróis vencedores na FA Cup

18 Mai (Reuters) - Dezenas de milhares de fãs estridentes do Arsenal lotaram as ruas de Islington, no norte de Londres, no domingo, para exaltar o retorno do seu time vitorioso na decisão de sábado da FA Cup.

Num sol quente debaixo de um céu azul, no dia mais quente do ano na capital, o treinador Arsene Wenger e sua equipe riram, dançaram e acenaram durante uma carreata de celebração em um ônibus aberto.

O Arsenal se recuperou depois de sofrer dois gols nos oito minutos iniciais para derrotar o Hull City por 3-2 depois da prorrogação em Wembley, para levantar seu primeiro troféu em nove anos.

O último sucesso veio após derrotar o Manchester United por 5-4 nos pênaltis, na final de 2005.

"Depois de 8 anos, 11 meses, 26 dias, 38 minutos e 20 segundos, Arsenal vence um troféu", declarou o Sunday Times, com um "senso José Mourinhesco" de ironia.

Wenger, que disse que essa era a conquista mais importante de sua carreira, sinalizou que também ficará no clube após o iminente vencimento de seu contrato, mas não houve declaração oficial para confirmar que ele vai estender os seus 18 anos no comando.

"Esse troféu é para ele", disse o autor do gol vencedor, Aaron Ramsey, ao Sky Sports News. "Ele nos apoiou e continuou conosco, é muito instrutivo na maneira como jogamos".

Wenger, coberto de champanhe e jogado ao alto por seus jogadores no sábado, foi novamente visto em seu intocável uniforme -uma camisa branca e calças pretas- enquanto sorria para autógrafos.

O sucesso do seu time não apenas encerrou o segundo jejum mais longo sem títulos desde 1930, como também rebateu seus críticos, incluindo o técnico do Chelsea, José Mourinho, que rotulou Wenger como um "especialista em falhas".

O desfile incluiu uma pausa para o time visitar a prefeitura de Islington e posar para fotografias com o prefeito e seus funcionários antes de seguir para uma recepção toda em faixas vermelhas e brancas por parte dos torcedores no Emirates Stadium, casa do clube.

"A felicidade está muitas vezes ligada ao sofrimento e o tempo que você tem de esperar, por isso é um momento tão grandioso", disse Wenger, que venceu a FA Cup cinco vezes com o Arsenal.

Num estilo menos sóbrio, seus jogadores dividiram o microfone para fazer uma espécie de karaokê improvisado com cânticos de futebol. A performance do esguio defensor Per Mertesacker de "Arsenal até morrer" foi o estopim para um refrão apaixonado, enquanto uma impaciência do passado foi deixada de lado para o surgimento de uma nova era.

Por Tim Collings

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below