Réplica de taça é atacada em Teresópolis (RJ), local de treinos da seleção

terça-feira, 20 de maio de 2014 14:46 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Uma réplica de aproximadamente seis metros de altura da taça da Copa do Mundo foi queimada na madrugada desta terça-feira na cidade de Teresópolis (RJ), onde a seleção brasileira ficará concentrada na Granja Comary durante a disputa do Mundial.

De acordo com a prefeitura do município da Região Serrana, o objeto foi atacado e queimado por "marginais". A réplica da taça estava na principal avenida da cidade, que vai receber a seleção brasileira a partir de 26 de maio.

"Todas as providências serão tomadas para se chegar ao autor, ou autores, do ato de vandalismo, para que esse ataque ao patrimônio público não fique impune", disse a Prefeitura de Teresópolis em nota oficial.

A taça, que fazia parte da decoração de Teresópolis para o Mundial, foi alvo de críticas nas redes sociais por parte de moradores da cidade que não gostaram da escultura por considerá-la muito diferente da original entregue aos campeões do mundo.

A prefeitura disse respeitar os questionamentos por conta da confecção da taça, mas ressaltou que não poderia deixar passar em branco o "desrespeito aos artistas que trabalharam duro durante dias", e prometeu reconstruir a escultura.

As autoridades da cidade não relacionaram o ataque à réplica da taça aos protestos que têm ocorrido no país desde o ano passado contra a realização da Copa do Mundo devido aos altos custos para realizar a competição em um país carente de diversos serviços públicos.

(Por Pedro Fonseca)