Valcke cumpre agenda positiva no Rio após repetir cobranças ao Brasil

terça-feira, 20 de maio de 2014 16:20 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, inaugurou nesta terça-feira na região portuária do Rio de Janeiro a "Copa do Mundo Social", um torneio que reúne jovens de projetos sociais apoiados pela entidade no mundo todo, um dia após ter repetido as cobranças ao Brasil pelo atraso nos preparativos para a Copa do Mundo.

Valcke negou, no entanto, que a agenda no Rio de Janeiro tivesse como objetivo melhorar a imagem da Fifa perante a população.

"Isso não é para mudar a imagem da Fifa, o próprio estatuto da Fifa já prevê esse tipo de ação", disse Valcke a jornalistas após o evento.

O chamado "padrão Fifa" exigido para as obras do Mundial virou alvo dos protestos contra a realização da Copa no país por parte de manifestantes que questionam os altos custos da realização do torneio em um país carente de diversos serviços públicos.

No evento realizado no bairro carioca do Caju, o dirigente jogou bola com o ex-jogador Ronaldo, membro do Comitê Organizador Local da Copa (COL), o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e um grupo de garotos integrantes de um programa social mantido pela Fifa no local.

O Festival Football for Hope 2014 vai reunir jovens vindos de 32 projetos sociais apoiados pela Fifa no Brasil e no mundo para participar de um intercâmbio cultural e disputar um torneio de futebol. Uma das equipes será formada por meninos israelenses e palestinos.

A primeira partida, sorteada por Ronaldo e Valcke diante da apresentadora de TV Fernanda Lima, será entre a equipe do Caju e um time dos EUA. O artista brasileiro Romero Britto também participou do evento, inaugurando um mural pintado junto com crianças do Caju ao lado do campo de grama sintético mantido pela Fifa.

Valcke desembarcou na segunda-feira no país para acompanhar de perto a reta final dos preparativos para a Copa do Mundo e disse que terá bastante trabalho pelos próximos dias, uma vez que ainda há muito a se fazer até o dia da abertura da Copa, em 12 de junho. [ID:nL1N0O5101]

(Por Felipe Pontes)