México proíbe sexo e álcool aos jogadores que vão ao Brasil

terça-feira, 20 de maio de 2014 19:14 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O técnico da seleção do México, Miguel Herrera, disse que seus jogadores serão proibidos de manter relações sexuais, fumar ou ingerir álcool durante a Copa do Mundo no Brasil, de acordo com uma entrevista publicada na mídia mexicana nesta terça-feira.

No ano passado, vários jogadores da seleção, que tem sido duramente criticada por seu desempenho, foram vistos em um casa de striptease enquanto disputavam a Copa das Confederações no Brasil, em um escândalo que afetou a reputação da equipe mexicana.

"Se um jogador não pode aguentar um mês ou 20 dias sem ter relações (sexuais), então não está preparado para ser um profissional", disse Herrera ao jornal Reforma.

Segundo o técnico, o elenco do México poderia fazer outras atividades em seu tempo livre, como utilizar as redes sociais ou dar caminhadas ao redor do hotel, mas somente em horários que não afetem sua concentração para as partidas.

"Vamos jogar um Mundial, não vamos a uma festa", acrescentou Herrera.

O México foi sorteado para o Grupo A da Copa do Mundo, junto com Brasil, Camarões e Croácia. Os mexicanos estreiam no dia 13 de junho contra o time africano.

(Reportagem de Noé Torres)