Ghiggia diz que técnico do Uruguai se equivocou na escolha para Copa

quarta-feira, 21 de maio de 2014 17:20 BRT
 

MONTEVIDEU (Reuters) - O ex-jogador uruguaio Alcides Ghiggia, que fez parte da histórica seleção campeã do mundo em 1950, disse que o técnico Oscar Tabárez se equivocou na escolha dos nomes preliminares para a “celeste” na Copa do Mundo no Brasil, já que deveria ter dado um espaço maior a gerações mais jovens.

O técnico convocou há alguns dias 28 jogadores, 18 dos quais jogaram a Copa de 2010 na África do Sul, onde o Uruguai ficou com a quarta colocação.

“Para mim ele se equivocou. É preciso renovar um pouco mais o plantel, dar mais chance aos jovens. Deveria ter mudado três ou quatro nomes”, disse Ghiggia, em Santiago do Chile, ao jornal uruguaio El País.

A seleção uruguaia tem diversos jogadores com mais de 30 anos, entre eles Diego Forlán, Diego Lugano, Diego Pérez e Egidio Arévalo Ríos. Na última Copa das Confederações, a “celeste” foi a equipe com maior média de idade, com 28,2 anos.

Ghiggia deixou o estádio do Maracanã mudo em 1950, ao marcar o gol que rendeu ao Uruguai seu segundo título mundial.

O ex-jogador disse que apesar da idade avançada do elenco, o Uruguai tem boas chances de avançar no Grupo D da Copa, do qual também fazem parte Costa Rica, Itália e Inglaterra.

“Da Costa Rica há de se ganhar de qualquer jeito. Contra a Inglaterra vai ser equilibrado. Mas acho que tudo vai ser definido contra a Itália”, avaliou.

O Uruguai e a Costa Rica vão se enfrentar em Fortaleza no dia 14 de junho, um sábado. Depois, os uruguaios pegam a Inglaterra em São Paulo, em 19 de junho, e a Itália em Natal, no dia 24 de junho.

(Reportagem de Malena Castaldi)