México evita carne bovina antes de Mundial para evitar novos casos de doping

quarta-feira, 21 de maio de 2014 18:22 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A seleção mexicana de futebol cortou a carne bovina de sua dieta durante a fase de preparação para a Copa do Mundo no Brasil, visando evitar eventuais flagrantes de doping devido à substância clembuterol, disse nesta quarta-feira o técnico Miguel Herrera.

Em 2011, o goleiro Guillermo Ochoa, os defensores Francisco Javier Rodríguez e Edgar Dueñas, assim como os meias Antonio Naelson “Sinha” e Christian Bermudéz, foram afastados da seleção por terem testado positivo para clembuterol após comerem carne contaminada com o esteroide.

Os jogadores foram posteriormente absolvidos porque a comissão disciplinar da Federação Mexicana de Futebol (Femexfut) e a Fifa reconheceram que a presença de clembuterol no gado do país latino era uma questão de saúde pública.

“No CAR (centro de treinamento da seleção) se determinou, devido ao ocorrido, que não se vai comer carne vermelha, aqui se cozinha muito bem, teremos um chef espetacular e se come todo tipo de carne, exceto carne bovina”, disse Herrera em uma coletiva de imprensa.

O clembuterol é um esteroide anabolizante que engorda artificialmente o gado.

“Também dissemos aos jogadores há um mês e meio que parassem de comer carne e eles ignoraram. (Miguel) Ponce comeu uns tacos sem saber que ia estar aqui, mas a carne bovina em três ou quatro dias se elimina do organismo, de toda maneira estamos tomando medidas preventivas”, acrescentou Herrera.

Ponce foi convocado na terça para preencher a vaga deixada por Juan Carlos Medina, que deixará de ir ao Mundial devido a uma lesão no tornozelo que requer cirurgia.

O elenco mexicano está em sua segunda semana de concentração para os quatro últimos amistosos preparativos antes da Copa, contra Israel, Equador, Bósnia Herzegovina e Portugal.

Herrera ressaltou que os três primeiros confrontos representam uma oportunidade para que cada um dos goleiros mostre quem deve ser o titular contra Portugal e, depois, na Copa.   Continuação...