Superar recorde de gols de Ronaldo é grande motivação, diz Klose

sexta-feira, 23 de maio de 2014 14:25 BRT
 

(Reuters) - O recorde de gols em Copas do Mundo, atualmente do ex-atacante do Brasil Ronaldo, é a grande motivação do alemão Miroslav Klose para entrar em forma e disputar o Mundial que começa no próximo mês, após uma temporada marcada por contusões, disse o jogador, de 35 anos, nesta sexta-feira.

Klose, a caminho de seu quarto Mundial, marcou 14 gols em suas participações anteriores e está empatado com o compatriota alemão Gerd Mueller na lista dos maiores artilheiros de todos os tempos, com um gol a menos que Ronaldo.

"Aqueles que me conhecem sabem que esse é um objetivo que eu tenho", disse Klose em entrevista coletiva no norte da Itália, onde a seleção da Alemanha está se preparando para a Copa, quando perguntado se o recorde de gols em Mundiais era uma motivação para ele recuperar a forma após as contusões.

"Com um gol eu me igualo na ponta. Eu preciso de dois para ser o líder", acrescentou o atacante da Lazio. "Estou num caminho bom. Os preparadores físicos aqui me conhecem e sabem do que eu preciso. Eu espero estar 100 por cento no torneio."

Klose também pode quebrar o recorde de 68 gols pela Alemanha de Mueller, que já dura 40 anos, antes da Copa do Mundo. Se marcar uma vez nos amistosos contra Camarões e Armênia, em 1º de junho e 6 de junho, ele chegará a 69 gols pela seleção alemã.

A Alemanha está no Grupo G do Mundial, ao lado de Gana, Portugal e Estados Unidos.

Klose, que jogou seu primeiro Mundial em 2002, é o único atacante experiente no elenco provisório de 27 jogadores do técnico Joachim Loew, enquanto Kevin Volland, do Hoffenheim, é o único outro homem de área do time.

Mario Gomez não foi convocado devido a problemas com contusões e Max Kruse, do Borussia Moenchengladbach, foi deixado de lado, o que deixa Klose como o provável líder do ataque alemão, ainda que o treinador já tenha utilizado uma formação sem atacantes de referência.

"Também posso jogar na posição de 'falso nove'", disse ele. "Vou dar o meu máximo em cada treinamento. Experiente ou não, vou me apresentar em todos os treinos para que eu não possa ser ignorado. Mas acredito que vou jogar."

(Reportagem de Karolos Grohmann)