Cracóvia abandona disputa para sediar Jogos de Inverno após "não" em referendo

segunda-feira, 26 de maio de 2014 13:09 BRT
 

Por Wojciech Zurawski

CRACÓVIA Polônia (Reuters) - Autoridades de Cracóvia, na Polônia, disseram que o município estava deixando a disputa para sediar os jogos Olímpicos de Inverno de 2022, já que a maioria dos eleitores residentes na cidade votaram contra sua realização, em um referendo no fim de semana.

O chefe do Comitê Olímpico na vizinha Eslováquia, Frantisek Chmelar, que se candidatava para ser a sede dos Jogos em conjunto com Cracóvia, disse acreditar que os cidadãos poloneses foram desencorajados pelo fato de a Rússia ter gasto 50 bilhões de dólares para realizar os jogos de Sochi este ano.

Com Cracóvia fora da corrida pelos Jogos de 2022, permanecem na disputa as cidades de Lviv, na Ucrânia, Pequim, na China, Oslo, na Noruega, e Almaty, no Cazaquistão.

A proposta de Cracóvia sediar os Jogos foi rejeitada por mais de dois terços dos eleitores que votaram no referendo no domingo, o que deixou as autoridades sem opção, a não ser a desistência.

A maioria dos moradores de Cracóvia, segunda cidade da Polônia em população, sentia que a maioria da infraestrutura necessária para os Jogos se tornaria inútil depois.

 
Vista geral da praça central de Cracóvia, no sul da Polônia. Autoridades de Cracóvia, na Polônia, disseram que o município estava deixando a disputa para sediar os jogos Olímpicos de Inverno de 2022, já que a maioria dos eleitores residentes na cidade votaram contra sua realização, em um referendo no fim de semana. 27/09/2008.  REUTERS/Kacper Pempel