Ao contrário da Jabulani, Julio Cesar diz que Brazuca é uma boa bola

terça-feira, 27 de maio de 2014 16:43 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS, Rio de Janeiro (Reuters) - Julio Cesar, a caminho de ser o titular do gol do Brasil pela segunda Copa do Mundo consecutiva, elogiou a Brazuca, bola oficial do Mundial, ao contrário das duras críticas feitas à Jabulani no torneio de 2010, na África do Sul, em que o goleiro foi criticado por sua atuação.

"A bola é uma boa bola, a gente já pôde hoje ter contato com ela", disse o goleiro, de 34 anos, em entrevista coletiva concedida após um treino leve ao lado dos outros jogadores da posição, Jefferson e Victor, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), com a bola do Mundial.

"Acho que os jogadores de linha também irão gostar", acrescentou o jogador do time canadense Toronto FC, que já tem jogado com a bola que será utilizada no Mundial uma vez que a liga norte-americana é patrocinada pela mesma empresa fabricante da Brazuca.

Antes do Mundial de 2010, Julio Cesar disse que a bola daquela Copa era "terrível, horrorosa, parece aquelas bolas que você compra no supermercado". Outros goleiros e até mesmo jogadores de linha fizeram críticas à Jabulani, considerada instável no ar e imprecisa na hora dos chutes.

O goleiro chegou à África do Sul com o status de melhor do mundo na posição, após uma temporada de sucesso pela Inter de Milão, seu clube à época, mas foi duramente criticado pela atuação na partida que o Brasil perdeu por 2 x 1 para a Holanda e foi eliminado nas quartas de final, por ter falhado numa saída do gol.

A renovação na seleção brasileira após aquela Copa e seguidos problemas vividos por Julio Cesar no ambiente de clube, tanto a Inter como o inglês Queen's Park Rangers, pareciam ter colocado um ponto final na carreira do goleiro na seleção brasileira, mas o jogador aproveitou a oportunidade aberta pelo técnico Luiz Felipe Scolari e voltou ao posto de titular.

O camisa 12 --número escolhido por ele apesar de ser o titular-- defendeu um pênalti na semifinal da Copa das Confederações contra o Uruguai e foi eleito o melhor goleiro da competição vencida pelo Brasil no ano passado.

Este ano Julio Cesar trocou o Queen's Park Rangers, em que estava afastado pelo técnico, pelo Toronto FC, da liga norte-americana, "único que abriu as portas quando o negócio estava ficando complicado".   Continuação...

 
O goleiro Julio Cesar sorri durante entrevista em Teresópolis nesta terça-feira. Ele elogiou a bola Brazuca, que será utilizada na Copa do Mundo.  REUTERS/Ricardo Moraes