Presidente Peña Nieto pede que seleção do México jogue “como equipe” no Brasil

terça-feira, 27 de maio de 2014 19:46 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente do México, Enrique Peña Nieto, elogiou nesta terça-feira os talentos individuais da seleção mexicana, mas pediu por mais jogo de equipe durante o Mundial no Brasil, ao discursar em uma cerimônia solene na qual entregou a bandeira nacional ao time. 

Durante a cerimônia, Peña disse que o time do México tem uma grande oportunidade de entrar para a história do torneio, disputado entre 12 de junho e 13 de julho, após conseguir uma complicada classificação.

“Cada um de vocês é uma personalidade individualmente reconhecida no futebol, mas como equipe, tem uma grande oportunidade de fazer uma história de êxito na Copa do Mundo. Joguem então como uma equipe e ganhem como os vencedores que são”, disse Peña Nieto.  

Seis jogadores da seleção participaram de um desfile militar e marcharam como soldados para receber a bandeira entregue nas mãos do capitão Rafael Márquez, enquanto uma banda tocava uma marcha militar.

Javier “Chicharito” Henández, Oribe Peralta, Carlos Peña, Raúl Jiménez e Héctor Moreno, assim como Márquez, integraram o grupo que recebeu a bandeira.

“Todos os mexicanos confiam em vocês para que no próximo 13 de julho conquistem esse troféu para nosso país. O Brasil teve o privilégio de ganhar o Mundial no México em 1970, agora cabe ao México ganhar no Brasil em 2014”, ressaltou o presidente, visivelmente emocionado.

O México já participou de 14 Copas e a do Brasil vai ser sua sexta consecutiva. A melhor colocação dos mexicanos foi em 1986, quando chegaram às quartas de final, sendo eliminados pela Alemanha.

Antes de estrear no Mundial, a seleção mexicana enfrenta Israel, Equador, Bósnia e Portugal em jogos amistosos.

Na fase de grupos da Copa, o México faz parte do Grupo A, junto com Brasil, Camarões e Croácia. A estreia será contra a seleção africana em 13 de junho.

(Reportagem de Carlos Calvo)