Fred é centroavante do Brasil em Mundiais com menor média de gols desde 1990

quarta-feira, 28 de maio de 2014 20:27 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS, Rio de Janeiro (Reuters) - Escolhido para ser o camisa 9 da seleção brasileira na Copa do Mundo, o atacante Fred tem média de gols pelo Brasil pior do que os ocupantes da posição nos últimos cinco Mundiais, apesar de ter sido o artilheiro do time na conquista da Copa das Confederações.

Todos os homens-gol do Brasil desde a Copa de 1994 --Romário (1994), Ronaldo (1998, 2002 e 2006), Adriano (2006) e Luis Fabiano (2010)-- têm média de gols pela seleção superior a do atacante do Fluminense, que balançou as redes 16 vezes em 32 jogos pelo Brasil, média de 0,50 gol por jogo.

"Isso não deve ser levado em conta no momento, o que importa para a seleção é que o Fred é um jogador de qualidade, experiente, e está numa excelente fase", disse à Reuters o ex-técnico Antônio Lopes, que trabalhou ao lado do técnico Luiz Felipe Scolari como coordenador da seleção na conquista do título mundial em 2002.

"Para mim ele é o melhor centroavante brasileiro em atividade tanto no Brasil como no exterior", acrescentou.

Entre os últimos centroavantes da seleção brasileira em Mundiais, a média de Fred é melhor apenas que a de Careca, que foi titular da seleção nas Copas de 1986 e 1990. O ex-atacante do Napoli fez 27 gols em 59 jogos pelo Brasil, média de 0,45.

Romário tem a melhor média de gols com a camisa do Brasil entre os centroavantes dos últimos Mundiais: 55 gols em 73 partidas (0,75 de média).

Camisa 9 da seleção na Copa do Mundo de 2010, em que o Brasil foi eliminado pela Holanda nas quartas de final, Luís Fabiano vem a seguir com média de 0,65 gol por jogo (28 gols em 43 partidas), enquanto Ronaldo tem média de 0,63 (62 bolas nas redes em 98 partidas).

Adriano, que dividiu com Ronaldo em 2006 a responsabilidade de fazer gols, tem média de 0,56 gol por partida, com 27 gols em 48 jogos.   Continuação...