29 de Maio de 2014 / às 15:33 / 3 anos atrás

Atacante Rossi é grande dúvida de técnico da Itália perto de prazo final

(Reuters) - O atacante Giuseppe Rossi, vítima de sucessivas lesões, continua sendo o maior dilema para o técnico da Itália, Cesare Prandelli, à medida que se aproxima o prazo final para a definição dos 23 jogadores para a disputa da Copa do Mundo no Brasil.

Prandelli admite que tem levado em conta o esforço de Rossi para provar que vai estar pronto para o torneio, mas demonstrou cautela em avaliar a situação do jogador que, quando em plena forma, é o mais consistente goleador italiano.

Os 30 jogadores convocados de forma preliminar pela Itália têm treinado nos arredores de Florença desde a semana passada, e a mídia italiana tem especulado bastante sobre os sete a serem cortados.

Depois de a Itália ter demonstrado fadiga em partidas da Euro 2012, Prandelli monitora de perto a forma física dos jogadores para ter certeza de levar ao Brasil somente aqueles capazes de fazer frente ao preparo físico dos adversários.

O último consenso é que, dos sete atacantes que se encontram no elenco preliminar, Mario Balotelli, Ciro Immobile e Alessio Cerci parecem assegurados na equipe final, enquanto Antonio Cassano tem boas chances e Lorenzo Insigne deve ser cortado.

Isso deixaria a quinta e última vaga no ataque para ser disputada entre Rossi e Mattia Destro, da Roma, que também volta de uma lesão.

Os problemas de Rossi, nascido nos EUA, começaram quando ele sofreu um rompimento no ligamento cruzado do joelho enquanto jogava pelo Villareal em uma partida do Campeonato Espanhol contra o Real Madrid, em 2011.

Ele lutou desesperadamente para estar apto a jogar a Euro 2012, mas voltou a lesionar o joelho nos treinamentos e acabou fora do torneio.

Rossi teve um retorno triunfante pela Fiorentina nessa temporada, marcando 14 gols até o início de janeiro, tornando-se artilheiro do Campeonato Italiano.

No entanto, ele então sofreu uma nova lesão, menos séria, no mesmo joelho, o que o deixou afastado dos campos até o início desse mês.

"Ele é um talento com grande qualidade, um dos melhores da Itália", disse Prandelli. "Ele está determinado, cheio de vontade e fez milhares de sacrifícios para estar aqui na disputa para ir ao Mundial", acrescentou.

"Sua determinação, seu desejo de passar por todos os sacrifícios para estar aqui é uma demonstração de que mesmo os grandes jogadores têm que se esforçar. Isso é uma grande lição para todo o grupo."

O médico da equipe, Enrico Castellaci, disse na terça-feira que o amistoso de sábado contra a Irlanda, em Londres, pode ser crucial para Rossi.

"Clinicamente ele está bem, mas vai ser avaliado durante a partida, e então, claro, cabe a Prandelli decidir se vai ou não chamá-lo", disse Castellaci.

Reportagem de Brian Homewood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below