Bósnia é um rival perigoso e Bélgica pode ser surpresa, diz argentino

sábado, 31 de maio de 2014 14:27 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - A seleção da Bósnia é uma rival que exige cuidado pela qualidade de seus jogadores do meio-campo ao ataque, disse neste sábado o zagueiro argentino Pablo Zabaleta, que afirmou que a Bélgica pode ser o time surpresa que colocará em apuros os favoritos de sempre para conquistar a Copa do Mundo.

Zabaleta disse conhecer bastante as duas equipes europeias por ter conversado bastante a seu respeito com alguns de seus companheiros no Manchester City, como o atacante bósnio Edin Dzeko e o zagueiro belga Vincent Kompany.

"A última vez que vi Dzeko foi quando vencemos o campeonato com o City e falamos da preparação deles (os bósnios)", disse Zabaleta em uma coletiva de imprensa.

"A Bósnia é um rival que temos que respeitar muito, porque tem bons jogadores. Mesmo tendo ganhado um amistoso, é preciso tomar os cuidados necessários para não ter surpresas", acrescentou o zagueiro a respeito do adversário de sua seleção em sua estreia no Mundial em 15 de junho.

Zabaleta não dá por certo o triunfo diante do combinado europeu, apesar de contar conm estrelas de qualidade mundial como Lionel Messi, Sergio Agüero e Angel Di María, entre outros.

"A Argentina talvez tenha mais qualidade que a Bósnia, mas é preciso jogar as partidas. Só pensamos em trabalhar todos os aspectos na véspera da Copa, já que, pela história da Argentina, temos a obrigação de ganhar", sublinhou.

Na primeira rodada do torneio, que será disputado entre 12 de junho e 13 de julho, a Argentina integrará o Grupo F e também medirá forças com Irã e Nigéria.