Kuznetsova espera que história se repita em Roland Garros

sábado, 31 de maio de 2014 16:57 BRT
 

(Reuters) - Depois de eliminar a quinta cabeça-de-chave, Petra Kvitova, em Roland Garros neste sábado, Svetlana Kuznetsova adota cautela sobre se ela poderá voltar a vencer o Aberto da França.

"Todos falam disso, mas ainda está muito longe, ainda é a terceira rodada. Prefiro não especular", disse ela com um sorriso depois de chegar às oitavas de final.

A partida de três horas, com longas e disputadas trocas de bola, deixou as duas tenistas exaustas. A tcheca e ex-campeã de Wimbledon pediu dois intervalos para tratar do joelho e encerrou a disputa com a perna enfaixada.

"Dei tudo que podia na quadra", disse Kuznetsova. "Sinto-me muito bem, muito empolgada, quase como Rafael (Nadal)".

Kvitova foi a quarta das cinco primeiras cabeças de chave a ser eliminada do torneio em parciais de 7-6 (7-3), 1-6 e 7-9, abrindo caminho para uma nova geração de tenistas e para aquelas que, como Kuznetsova, têm a experiência a seu favor.

Mas Kuznetsova está ciente de que a carreira pode se encerrar em cinco anos, como a da tenista que bateu na final de 2009, Dinara Safina, que se aposentou este ano por culpa de uma lesão nas costas.

"Às vezes a vida é assim, e é por isso que você tem que viver cada momento da melhor maneira que puder, na quadra ou em qualquer outro lugar".

(Por Robert Woodward)