Felipão admite ansiedade e insônia até estreia do Brasil na Copa

segunda-feira, 2 de junho de 2014 20:12 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

GOIÂNIA (Reuters) - A 10 dias da estreia do Brasil na Copa do Mundo, o técnico Luiz Felipe Scolari demonstrou ansiedade para a partida contra a Croácia, no próximo dia 12, em São Paulo, e revelou que às vezes perde até o sono na concentração da seleção.

“Está na hora de começar essa confusão; pelo amor de Deus! Aí é vai ou racha e acabou”, disse Felipão em entrevista coletiva nesta segunda-feira, véspera do amistoso contra o Panamá, em Goiânia.

“Tem dias que estou super tranquilo, super à vontade, mas tem dias que dá errado, você não dorme, remói aquilo lá dentro, não vou garantir que seja tudo normal. Depende do treino”, acrescentou o treinador.

O sistema defensivo é o que mais tem tirado o sono de Felipão na preparação da seleção brasileira. Depois de perder o volante Paulinho, com um problema no tornozelo, para o amistoso com o Panamá, na terça-feira, ele testou o meia Hernanes nos coletivos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Insatisfeito com o desempenho do jogador, optou por Ramires, do Chelsea, para atuar ao lado de Luiz Gustavo na proteção à zaga brasileira.

O treinador espera acertar o time no amistoso contra o Panamá, mas cobra um desempenho melhor contra a Sérvia, adversária do Brasil na sexta-feira, em São Paulo.

As duas seleções foram escolhidas pelo treinador por terem estilos parecidos com adversários do Brasil na primeira fase do Mundial, no caso México e Croácia.

O Panamá esteve bem perto da classificação para a Copa do Mundo, mas uma derrota para o México acabou com as esperanças dos panamenhos. Já a Sérvia tem uma escola de futebol parecida com a da Croácia.   Continuação...