É impossível que a Argentina não seja “Messidependente”, diz Mascherano

terça-feira, 3 de junho de 2014 17:00 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - A seleção Argentina é “Messidependente”, disse nesta terça-feira o meia Javier Mascherano, para quem não poderia ser diferente, pois o atacante é uma peça vital dentro do campo.

Lionel Messi vai liderar a Argentina a partir da próxima semana, quando os argentinos vão ao Brasil tentar a conquista de seu terceiro título mundial, depois de ter conquistado as Copas de 1978 e 1986.

“É impossível não ser ‘Messidependente’. Se você tem o melhor do mundo e não depende dele, de quem então? (...) Se você tem o melhor do mundo, vai tratar de espremê-lo ao máximo. Messi tem que sentir que jogamos para ele, para que explore suas qualidades”, disse Mascherano a uma rádio local.

Messi jogará no Brasil o seu terceiro Mundial, depois de atuar abaixo do esperado na Alemanha, em 2006, e África do Sul, em 2010. Os torcedores argentinos e os jogadores da seleção esperam que este seja o torneio no qual o atacante se consagre.

“Temos que desfrutar (de Messi) como líder do grupo. Todos sonhamos que seja um Mundial diferente daquele que vivemos anteriormente”, ressaltou o meia do Barcelona.  

Na primeira fase do Mundial, que será disputado entre 12 de junho e 13 de julho, a Argentina integra o Grupo F, junto com Irã, Bósnia e Nigéria.

(Reportagem de Luis Ampuero)