June 4, 2014 / 12:17 AM / 3 years ago

Técnico da Argentina espera time solto nos amistosos e se entusiasma com Messi

3 Min, DE LEITURA

BUENOS AIRES (Reuters) - Os amistosos que a seleção argentina disputará nesta semana servirão para que os jogadores "vão se soltando" depois de vários dias de treinos focados em questões táticas, disse o técnico Alejandro Sabella, que se mostrou entusiasmado com Lionel Messi, a grande figura de sua equipe.

A Argentina jogará contra Trinidad e Tobago em Buenos Aires na quarta-feira, e no sábado medirá forças com a Eslovênia em La Plata, antes de viajar ao Brasil para a Copa do Mundo.

Na primeira fase do Mundial, a Argentina estará no Grupo F, junto com Bósnia, Irã e Nigéria.

"Será importante para que possam ir se soltando, há alguns que não jogam formalmente há um bom tempo, então iremos concretizar um pouco o que trabalhamos esta semana e fazê-los ir tomando ritmo de jogo (...) é bom que se juntem e que joguem", afirmou Sabella em coletiva de imprensa.

"Que sigam formando essas pequenas sociedades que se armaram, que se junte a linha defensiva e que a equipe seja a mais compacta possível e que não sofra. Sabemos o valor de nossos jogadores quando têm a bola nos pés”, acrescentou.

Em meio a isso, o treinador se mostrou confiante com o que Messi mostrou nos treinos.

"Vejo Leo muito bem, contente e com muita vontade de colaborar conosco para que tenhamos uma boa Copa do Mundo", disse Sabella.

Ao ser consultado sobre o pedido dos torcedores de conquistar a Copa no Brasil, o técnico advertiu que seus jogadores não devem se acreditar os melhores para não sofrer as consequências.

"É uma responsabilidade pela história do futebol argentino, pelos jogadores e a paixão do torcedor argentino. Nós, argentinos, às vezes cremos ser melhores do que somos, por essa força de vontade, o caráter, mas às vezes você relaxa porque se acredita mais do que é e pode levar um golpe. Sofro a pressão do que todo o mundo pensa", afirmou.

Sabella confirmou a escalação da seleção para a partida com Trinidad e Tobago: Sergio Romero; Hugo Campagnaro, Federico Fernández, Martín Demichelis, Marcos Rojo; Fernando Gago, Javier Mascherano, Angel Di María; Lionel Messi, Gonzalo Higuaín e Rodrigo Palacio.

Um dia depois de divulgar a lista dos convocados, Sabella não quis explicar os motivos por deixar de fora Ever Banega, José Sosa e Nicolás Otamendi, mas reconheceu que foi difícil montar a lista de 23 jogadores e desconsiderar os que nutriam o sonho de jogar o Mundial.

Por Luis Ampuero

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below