Toque de recolher impedirá tailandeses de assistir ao Mundial fora de casa

quinta-feira, 5 de junho de 2014 12:12 BRT
 

Por Amy Sawitta Lefevre

BANGCOC (Reuters) - Os torcedores tailandeses que esperam assistir a jogos da Copa do Mundo em um bar tomando uma cerveja podem não ter alternativa a não ser ficar em casa, após o governo militar afirmar nesta quinta-feira que o toque de recolher deve continuar em vigor durante o mês da competição.

Os militares tomaram o poder em 22 de maio e determinaram o toque de recolher. A ordem foi suspensa em algumas áreas turísticas, mas continua valendo entre a meia-noite e as quatro da manhã na maior parte do país, e muitos dos jogos do Mundial no Brasil, que começa em 12 de junho, têm o pontapé inicial a essa hora ou um pouco antes, pelo horário da Tailândia.

"Durante esse período, nossa prioridade é a segurança", disse o porta-voz para a Conselho Nacional de Paz e Ordem Winthai Suvaree, a jornalistas.

"Vamos considerar uma suspensão, mas queremos que o público entenda que durante esse período eles devem assistir ao Mundial em casa e não em restaurantes."

Isso será uma decepção para os fanáticos torcedores de futebol tailandeses, boa parte dos quais assistiu às transmissões dos jogos da Copa de 2010 na África do Sul em um dos vários telões espalhados durante a competição.

A medida também será de pouca ajuda na campanha de relações públicas conduzida pelos generais com o objetivo de "promover a união e a felicidade" em um país há anos assolado por divisões políticas.

Protestos contra o golpe têm ocorrido todos os dias, mas as rígidas regras impostas pelos militares, incluindo a proibição de reuniões políticas com mais de cinco pessoas, levaram à diminuição da participação em manifestações.

Na quarta-feira, o Exército organizou um evento chamado "Devolva a Felicidade ao Público", no Monumento à Vitória, em Bangcoc, com comida de rua, música e mulheres com fardas militares posando para fotos com o público.

(Reportagem adicional de Pracha Hariraksapitak)