Seleção brasileira volta à Granja com festa da torcida e pedido de "libera" para Felipão

segunda-feira, 9 de junho de 2014 11:05 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS, Rio de Janeiro (Reuters) - A seleção brasileira voltou neste domingo à Granja Comary, após um dia de folga, sob festa da torcida e com pedidos do público ao técnico Luiz Felipe Scolari para que libere a entrada dos torcedores para assistir ao treinamento da equipe, a quatro dias da estreia do Brasil na Copa do Mundo.

Entre 800 e 1.000 pessoas lotaram a entrada do condomínio na cidade de Teresópolis (RJ), onde fica o centro de treinamento da seleção brasileira, em um bonito dia de sol, de acordo com levantamento da Polícia Militar. Houve reforço no policiamento, mas o clima foi de tranquilidade total.

O ambiente de festa foi um contraste em relação ao protesto que marcou o início da preparação do time para o Mundial, em 26 de maio, quando professores em greve e manifestantes contrários à realização do Mundial no Brasil deram socos e pontapés no ônibus da delegação brasileira na saída de um hotel no Rio de Janeiro.

Neste domingo, um cartaz levado por torcedores pedia que os protestos por melhora nos serviços de saúde e educação fossem realizados nas eleições de outubro, e que na Copa do Mundo o povo desse apoio à seleção.

Os jogadores brasileiros ganharam folga após a vitória por 1 x 0 sobre a Sérvia na sexta-feira, em São Paulo. Foi o último jogo de preparação antes da estreia no Mundial, diante da Croácia, em 12 de junho, também na capital paulista.

A equipe volta aos treinos neste domingo à tarde na Granja Comary.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vetou o acesso do público ao centro de treinamento, ao contrário do que acontecia normalmente nas outras passagens da seleção por Teresópolis. Apenas moradores do condomínio e convidados da CBF podem ver os treinos atrás de uma grade.

 
Torcedores e jornalistas cercam o ônibus da seleção brasileira na chegada à Granja Comary, em Teresópolis. A seleção brasileira voltou neste domingo à Granja Comary, após um dia de folga, sob festa da torcida e com pedidos do público ao técnico Luiz Felipe Scolari para que libere a entrada dos torcedores para assistir ao treinamento da equipe.  8/06/2014.  REUTERS/Marcelo Regua