Camarões chega ao Brasil após resolver disputa sobre premiação

segunda-feira, 9 de junho de 2014 19:07 BRT
 

RIO (Reuters) - A seleção de Camarões chegou nesta segunda-feira ao Brasil para a Copa do Mundo depois de ter resolvido uma disputa sobre o bônus devido aos jogadores pela classificação da equipe, impasse que havia levado a equipe não embarcar no domingo.

O voo fretado que transportou os “Leões Indomáveis” saiu da capital Yaundé às 5h, no horário local, nesta segunda, e chegou ao Rio de Janeiro pela manhã, depois que a federação de futebol de Camarões (Fecafoot) pagou a cada jogador um bônus de mais de 5 milhões de francos camaroneses (10,4 mil dólares), além da premiação de 50 milhões de francos camaroneses paga pelo governo.

O pagamento da Fecafoot equivale a 6 por cento da soma que a Fifa repassa à federação pela participação na Copa do Mundo, disseram funcionários.

A Fecafoot ainda assim teve que pedir um empréstimo para pagar aos jogadores, já que vai receber o dinheiro da Fifa em até três meses depois do Mundial, disse o assessor de comunicação da federação camaronesa, Laurence Fotso.

Os jogadores se negaram a deixar o hotel em Yaundé no domingo para embarcar no voo rumo ao Rio, programado para as 5h, no horário de Brasília.

“Um acordo foi finalmente alcançado e não quero que a imprensa exagere a história”, disse o técnico Volker Finke antes da viagem da comitiva.

O presidente interino da Fecafoot, Joseph Owona, disse que a situação tinha sido completamente resolvida.

“Optamos pela transparência. Não há nenhum problema”, assegurou.

Após chegar ao Rio, Camarões viaja na segunda para o Espírito Santo, onde se concentra durante o Mundial.

Camarões faz parto Grupo A, o mesmo do Brasil e que conta ainda com México e Croácia. A primeira partida dos africanos será contra o México.

 (Reportagem de Tansa Musa e Anne Mereille Nzouankeu)

 
Jogadores da seleção de Camarões Samuel Eto'o (abaixo) e Alexandre Song chegam à Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. 9/6/ 2014.  REUTERS/Ricardo Moraes