Diego Costa não teme rejeição da torcida por ter escolhido Espanha

terça-feira, 10 de junho de 2014 18:52 BRT
 

(Reuters) - O atacante da seleção da Espanha Diego Costa não crê que vá enfrentar o rancor dos brasileiros durante a Copa do Mundo por ter escolhido não jogar pelo Brasil.

“Até agora tem sido tranquilo e as pessoas tem me tratado como eu espero, embora possa não ser sempre assim”, disse Costa em uma coletiva de imprensa na base da Espanha para o Mundial, em Curitiba, nesta terça-feira.

“Sinto-me relaxado, já que tenho o apoio de muitas pessoas que entendem a situação.”

Costa reagiu com irritação na semana passada a declarações do técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, que disse ter contatado o jogador para oferecer uma chance de atuar pelo Brasil no Mundial. Costa afirmou que foi o técnico da Espanha, Vicente del Bosque, o único a entrar em contato para lhe dar uma oportunidade.

O brasileiro Diego Costa escolheu representar a Espanha, onde hoje atua pelo clube Atlético de Madri, e estreou pela seleção espanhola em um amistoso contra a Itália em março.

O jogador tornou-se a grande revelação da última temporada na Espanha, marcando 36 gols pelo Atlético, o que ajudou o clube a conquistar o título espanhol e alcançar a final da Liga dos Campeões da Europa.

Costa é natural do município de Lagarto, em Sergipe, e há uma grande torcida por ele em sua terra natal, com várias bandeiras da Espanha e camisas espalhadas pela cidade.

“Somos um pequeno reduto da Espanha no Brasil e eles ganharam 100 mil torcedores brasileiros”, disse o irmão de Diego, Jair, ao jornal espanhol As.

A família de Costa vai viajar 350 quilômetros até Salvador para assistir à estreia da Espanha contra a Holanda em 13 de junho.   Continuação...

 
Atacante Diego Costa (D) durante entrevista à imprensa em Curitiba. 10/6/2014.    REUTERS/Henry Romero