Discurso de que EUA podem vencer Mundial é "irrealista", diz técnico Klinsmann

quarta-feira, 11 de junho de 2014 18:27 BRT
 

(Reuters) - O cântico "I believe that we will win" (Eu acredito que vamos vencer) tem se tornado uma marca registrada para o grupo de torcedores dos Estados Unidos American Outlaws e inclusive foi incorporado no marketing para divulgar a campanha da seleção norte-americana na Copa do Mundo.

Mas uma pessoa que não está comprando a ideia de que os EUA podem vencer o Mundial é o técnico Juergen Klinsmann.

Recentes comentários em artigo de revista do New York Times afirmando que seu time ainda não está no nível necessário para vencer um Mundial causaram agitação nos Estados Unidos, onde alguns viram as declarações de Klinsmann como as de alguém derrotado e até antiamericano.

Klinsmann, cuja seleção liderada enfrentará Gana na partida de abertura do Grupo G na próxima segunda-feira em Natal, claramente não foi persuadido pelos argumentos.

"Para nós, falar agora em vencer a Copa do Mundo é simplesmente irrealista", disse ele em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

"Você precisa ser realista. A cada ano estamos ficando mais fortes. Nós não nos consideramos um azarão. Nós não somos. Nós vamos partir para cima de Gana", acrescentou o alemão.

O melhor desempenho dos EUA em mundiais foi em 2002, quando chegaram às quartas de final.

Ainda que Klinsmann tenha uma equipe mais dinâmica do que aquela que perdeu para Gana na segunda rodada da fase de grupos na África do Sul quatro anos atrás, a sequência de jogos no Brasil não será fácil para os norte-americanos.

Depois de enfrentar Gana, os EUA jogarão contra Portugal de Cristiano Ronaldo e depois com a Alemanha, que está entre as favoritas para vencer o torneio.

Campeão do mundo como jogador da Alemanha em 1990, como técnico Klinsmann levou a seleção de seu país para a semifinal na Copa sediada pelos alemães em 2006.