Blatter se diz pronto para liderar Fifa novamente apesar de oposição

quarta-feira, 11 de junho de 2014 21:53 BRT
 

Por Mike Collett e Andrew Downie

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, praticamente confirmou nesta quarta-feira que tentará a reeleição, apesar de críticas e alegações de corrupção na entidade que controla o futebol mundial durante o seu longo reinado.

Uma reportagem do jornal britânico Sunday Times relatou que um ex-representante da Fifa de alto escalão fez pagamentos para autoridades como parte de uma campanha para conquistar apoio à bem-sucedida candidatura do Catar para sediar a Copa do Mundo de 2022.

Mas Blatter, que lidera a Fifa há 16 anos, não fez referência direta ao escândalo nesta quarta-feira durante o congresso anual da entidade e, em vez disso, avançou com argumentos para estender o seu mandato.

"Minha missão não terminou", disse ele a delegados de 209 associações filiadas à Fifa durante o encerramento do Congresso realizado em São Paulo na véspera do jogo de abertura da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia.

"Congresso, você decidirá quem assumirá esta grande instituição, mas posso dizer a vocês que estou pronto para acompanhá-los no futuro", acrescentou.

Blatter, que ignorou pedidos feitos nesta semana por países europeus para que não concorresse novamente na eleição da Fifa no ano que vem, tem apoio suficiente para ser eleito.

 
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, discursa durante congresso da Fifa em São Paulo, nesta quarta-feira. 11/06/2014 REUTERS/Paulo Whitaker