Médico da França culpa Bayern por ausência de Ribéry na Copa

quinta-feira, 12 de junho de 2014 20:09 BRT
 

(Reuters) - O médico da seleção francesa, Franck Le Gall, acusou o Bayern de Munique, clube de Franck Ribéry, de ser responsável pela ausência do lateral na Copa do Mundo.

Le Gall disse que Ribéry participou como reserva na final da Copa da Alemanha em 17 de maio à base de injeções analgésicas depois de sofrer com dores nas costas durante semanas.

“Franck pertence a um clube cujo método de tratamento para todas as patologias, sejam quais forem, é baseada em injeções”, afirmou Le Gall em sua dura acusação contra os campeões da liga alemã.

“Ele sofreu com uma lombalgia durante várias semanas. Apesar disso, foi escalado para a final da Copa da Alemanha”, disse o médico em uma coletiva de imprensa na concentração francesa em Ribeirão Preto.

“Ele não deveria ter disputado aquela partida. Só depois de sentir dores por três semanas ele nos procurou”.

“Não esqueçam que ele operou um hematoma nas nádegas em fevereiro. Teve uma série de contusões desde janeiro”, teria dito Le Gall ao jornal francês Le Figaro.

“Poderíamos ter escolhido fazer uma infiltração nele, o que não fizemos. Chegou um ponto no qual ele já tinha tomado (injeções) demais, então não o fizemos porque ele está com medo de picadas”.

Le Gall afirmou que a conclusão de um exame feito em Ribéry por um especialista francês a pedido da seleção foi que ele não conseguiria jogar sem dor.

(Por Rex Gowar)