Em Miami, brasileiros lotam bares para torcer pelo Brasil

sexta-feira, 13 de junho de 2014 09:47 BRT
 

Por Zachary Fagenson

MIAMI (Reuters) - Elie Iskandar, um brasileiro que vive em Miami, não tinha condições de pagar uma viagem para casa para assistir à Copa do Mundo. Então, optou por algo que considera a segunda melhor coisa - seu lugar favorito para sair em Miami.

Brasileiros lotaram bares e restaurantes de Miami para ver a partida de abertura da Copa do Mundo na quinta-feira, cantando, dançando e torcendo para a seleção em sua estreia contra a Croácia, com vitória de 3 x 1.

No bar brasileiro Boteco, uma atmosfera de festa era facilmente percebida, com todo mundo usando camisetas verde e amarelo. Aqueles que não estavam vestidos assim ocasionalmente era encarados com receio.

Torcedores bebiam caipirinhas, enquanto outros degustavam pães de queijo. Para Iskandar, era como estar em casa. “É lindo”, disse.

De acordo com o censo dos EUA de 2010, pelo menos 325 mil brasileiros moram nos Estados Unidos, com grandes comunidades em Nova York, Massachusetts, New Jersey e Flórida.

A comunidade brasileira em Miami é parte de uma crescente população sul-americana no sul da Flórida que mais do que dobrou na última década, de acordo com o departamento de estatísticas dos EUA.

Sul-americanos agora representam o maior grupo populacional em partes da região metropolitana de Miami.

Isso significa que, nos próximos dias, contingentes de argentinos, colombianos e uruguaios que vivem na cidade terão sua vez para apoiar suas seleções na Copa.

Na quinta-feira, entretanto, só deu Brasil.

 
Seissa Belmondo e Andrea Vitiello compram drinques em um restaurante brasileiro, em Miami.  REUTERS/Zachary Fagenson