14 de Junho de 2014 / às 01:17 / 3 anos atrás

Holanda destrói Espanha por 5 x 1 na reedição da final de 2010

Arjen Robben e Wesley Sneijder, da Holanda, comemoram após marcar gol contra o goleiro da Espanha, Iker Casillas, durante jogo no qual a Espanha foi derrotada por 5 x 1, na Arena Fonte Nova, em Salvador. 13/6/2014Fabrizio Bensch

SALVADOR (Reuters) - Dois gols de Robin van Persie e outros dois de Arjen Robben ajudaram a Holanda a destruir a Espanha, atual campeã mundial e europeia, com uma goleada por 5 x 1 no jogo de abertura o Grupo B da Copa do Mundo, nesta sexta-feira, que reeditou a final da Copa de 2010.

Em um contraste total com a dura final de Copa entre as duas seleções em 2010, vencida por 1 x 0 pela Espanha na prorrogação, os holandeses se vingaram com uma performance pulsante, que além dos gols de Van Persie e Robben, também teve um marcado por Srefen de Vrij.

"Eles foram melhores no segundo tempo depois de um primeiro tempo em que jogamos bem", disse o técnico espanhol, Vicente del Bosque à TV espanhola.

"Eles jogaram a bola por cima contra a nossa defesa e encontraram bastante espaço... Continuamos lutando, mas eles foram mais fortes fisicamente com o desenrolar do jogo e isso fez a diferença", disse.

"Agora é uma situação delicada para nós, que vamos tentar e superar na nossa próxima partida contra o Chile e então ver o que acontece."

A Espanha, que além de atual campeã do mundo venceu as Eurocopas de 2008 e 2012, abriu o placar aos 27 minutos em um pênalti cobrado por Xabi Alonso, depois do brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa cair na área, após uma dividida com De Vrij. Van Persie empatou com um peixinho espetacular aos 44 minutos.

O atacante holandês superou Sergio Ramos e Jordi Alba para completar de cabeça um lançamento de Daley Blind de peixinho, encobrindo o goleiro Iker Casillas.

Momentos antes do gol de empate de Van Persie, a Espanha desperdiçou uma ótima chance de marcar quando uma tentativa de David Silva foi desviada para escanteio.

Foi uma chance desperdiçada que custou caro.

Depois do intervalo, os holandeses foram para o ataque e, logo aos oito minutos, Robben dominou outro espetacular lançamento de Blind antes de driblar Gerard Piqué e evitar Sergio Ramos para virar o placar.

A partida então passou a ficar favorável para a Holanda, com De Vrij aproveitando de cabeça uma cobrança de falta, depois de Van Persie colocar pressão sobre Casillas.

A situação piorou para a Espanha quando Van Persie fez o quarto depois de se aproveitar de uma falha de Casillas aos 27 minutos e Robben fechou o placar depois de driblar Casillas e parte da defesa espanhola aos 35 minutos.

Essa foi a pior derrota da Espanha sob o comando de Del Bosque.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below