Esqueça os fantasmas de 1950, diz uruguaio Tabárez

sexta-feira, 13 de junho de 2014 19:20 BRT
 

FORTALEZA (Reuters) - O Uruguai está de olho em um confronto com o time de casa na Copa do Mundo, mas os fantasmas da famosa vitória sobre o Brasil na final de 1950 devem ser deixados no passado, disse o técnico Oscar Tabárez nesta sexta-feira.

"Adoraríamos jogar contra o Brasil, porque isso significaria que passamos do nosso grupo", disse Tabárez, cuja seleção estreia na Copa no sábado contra a Costa Rica, em Fortaleza.

"E também seria motivante, assim como foi na Copa das Confederações (no ano passado). Nas palavras do meu amigo Luiz Felipe Scolari, o jogo contra o Uruguai foi o mais difícil que o Brasil teve no torneio."

Mas Tabárez minimizou um anúncio transmitido na TV uruguaia que revive as memórias da final de 1950, em que o Uruguai venceu por 2 x 1 o Brasil no Maracanã, diante de cerca de 200.000 brasileiros incrédulos, no que ficou conhecido como Maracanazo.

O anúncio, que mostra um fantasma vestindo o azul-celeste uruguaio, perambulando por ruas e praias do Rio, assombrando os brasileiros, termina com a seguinte frase: "O fantasma do 50 está no Brasil."

"A coisa do fantasma foi um anúncio humorístico de TV que parece ter agradado aos fãs", disse Tabárez, que minimizou o significado da vitória de 1950 nesta Copa.

"Nenhum fantasma para nós, apenas coisas muito reais", acrescentou.

(Reportagem de Gideon Long)

 
Técnico da seleção do Uruguai, Oscar Tabárez (esquerda), fala com assistente técnico durante treino em Fortaleza. 13/6/2014 REUTERS/Dominic Ebenbichler