Van Persie tenta manter a tranquilidade depois de gol "brilhante"

sexta-feira, 13 de junho de 2014 21:55 BRT
 

Por Mark Gleeson

SALVADOR (Reuters) - O capitão Robin van Persie buscou balancear o entusiasmo dos holandeses com uma dose de sua própria experiência, mas teve que admitir que o seu primeiro gol contra a Espanha nesta sexta-feira valeria uma comemoração à parte.

“Eu estive em cinco torneios agora, então seu que é só o começo. Não quero que fiquemos muito excitados com essa primeira vitória, são só três pontos”, disse ele aos jornalistas após a Holanda derrotar os atuais campeões do mundo por 5 x 1 na primeira partida do Grupo B no da Copa, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

“Temos que aproveitar hoje à noite e nos divertirmos com a vitória, mas de amanhã em diante o foco está na Austrália, porque foi uma experiência incrível para todos nós, mas foi só a primeira partida.”

Mas Van Persie não conseguiu esconder o entusiasmo após ser nomeado o homem da partida.

“Foi incrível”, disse ele. “Nós tivemos um contratempo quando eles marcaram, mas nosso gol de empate veio logo antes do intervalo, justo na hora certa”, acrescentou.

“Foi um gol brilhante, tenho que ser justo. Foi um pouco na sorte, mas pouco antes do passe eu vi (o goleiro da Espanha) Iker Casillas fora do gol. Foi uma cabeçada, na verdade uma cobertura com a cabeça, mas um grande gol.”

Van Persie limpou o impedimento antes de se lançar no ar e cabecear a bola para o gol a partir do cruzamento de esquerda do lateral Daley Blind –-assim se tornando o primeiro holandês a marcar em três Copas do Mundo.

“Então marcamos o segundo e daí em diante não conseguimos mais parar. A gente disse isso um ao outro no intervalo... para continuar."

“Do 3 x 1 nós perseguimos o quarto e, na minha opinião, poderia ter sido cinco... aliás, foi cinco... quero dizer seis, sete ou oito”, acrescentou o jogador, talvez revelando num ato falho ainda não acreditar na contundência da vitória da Holanda.

 
Jogador holandês Robin van Persie cabeceia para marcar gol contra a Espanha, na Arena Fonte Nova, em Salvador. 13/6/2014 REUTERS/Fabrizio Bensch