Polêmicas de arbitragem no início da Copa preocupam seleção brasileira

sábado, 14 de junho de 2014 13:54 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro(Reuters) - Os pênaltis polêmicos marcados a favor de Brasil e Espanha e os dois gols do México anulados em impedimentos mal marcados transformaram a arbitragem em assunto dominante nos primeiros dias da Copa do Mundo e motivo de preocupação da seleção brasileira para a sequência da competição.

A vitória do Brasil por 3 x 1 sobre a Croácia, na abertura do Mundial, foi conquistada após um pênalti duvidoso marcado sobre Fred quando o jogo estava empatado em 1 x 1, e agora a comissão técnica brasileira pediu aos jogadores que fiquem alertas para evitar lances que possam levar os árbitros a cometerem erros contra a seleção.

"Com certeza vai acontecer mais lance polêmico, a gente tem que ter atenção para não ser contra a gente", disse o meia Oscar em entrevista coletiva neste sábado no centro de treinamento da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), após treino da seleção.

O pênalti duvidoso sobre Fred, que desabou dentro da área ao ser encostado no ombro pelo zagueiro croata Lovren no jogo de quinta-feira, em São Paulo, gerou uma reação furiosa da Croácia e comentários de outros times sobre um possível favorecimento ao Brasil.

O técnico Luiz Felipe Scolari e sua comissão técnica ficaram "assustados" com a repercussão da jogada e passaram uma mensagem aos jogadores para reforçar a atenção com a arbitragem daqui para frente, de acordo com uma fonte da seleção.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou em sua página oficial da Internet, na sexta-feira, um vídeo do atacante Fred afirmando que sofreu "pênalti claro" e explicando a jogada.

A repercussão do lance foi tamanha que até o presidente da Fifa, Joseph Blatter, opinou sobre a jogada e afirmou que o árbitro japonês Yushi Nishimura acertou ao marcar a penalidade.

Segundo Oscar, a preocupação da seleção é justamente evitar que lances como o de Fred, em que a jogada foi duvidosa e dava margem a diferentes interpretações, sejam marcados contra o Brasil.   Continuação...

 
Oscar concede entrevista em Teresópolis neste sábado.   REUTERS/Marcelo Regua