"A Copa do Mundo acabou para mim", diz Beckenbauer

sábado, 14 de junho de 2014 15:49 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Franz Beckenbauer não estará na Copa do Mundo no Brasil, depois que o ex-treinador e antigo capitão da seleção alemã foi banido pela Fifa por 90 dias por não ter colaborado com o comitê de ética da entidade. 

A Fifa confirmou neste sábado que Beckenbauer está proibido de participar de qualquer jogo em qualquer nível pelos próximos 90 dias, mesmo de forma particular. Ele, no entanto, poderá continuar como comentarista de televisão num estúdio na Alemanha.

Em uma entrevista para o jornal alemão Bild publicada neste sábado, Beckenbauer disse que cancelou seus planos de comparecer às semifinais e à final após ter sido banido na última sexta-feira. 

A Fifa afirmou que Beckenbauer já havia recebido repetidas solicitações para disponibilizar informações para uma investigação de um comitê de ética da federação. Beckenbauer, de 68 anos, queria que as perguntas fossem feitas em alemão.

"A Copa do Mundo está cancelada para mim", disse Beckenbauer.

"Estou abandonando os planos de viajar para o Brasil. Imagino que eu não seja mais bem quisto pela Fifa".

Beckenbauer, que estava no comitê executivo da Fifa que de maneira controversa deu ao Catar o direito de receber a Copa do Mundo de 2022, havia recebido "repetidas solicitações" para colaborar com informação, disse a Fifa em um comunicado.

Essa punição foi imposta como pedido do advogado norte-americano Michael Garcia, chefe da câmara investigativa do comitê de ética da Fifa, que conduz uma investigação sobre a decisão da sede do torneio de 2022.

Beckenbauer é considerado um dos maiores jogadores da história do esporte, é reverenciado na Alemanha, onde é presidente honorário do Bayern de Munique, e no mundo.    Continuação...