Organizadores do Catar-2022 dizem que "não há nada a esconder"

sábado, 14 de junho de 2014 19:12 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os organizadores da candidatura bem sucedida do Catar para sede da Copa do Mundo disseram neste sábado que as alegações de que a escolha da sede do Mundial de 2022 haviam sido comprometidas pelo pagamento de propinas "não têm fundamento e estão cheias de insinuações feitas para manchar a reputação" do processo. 

Foi a declaração mais abrangente do Catar desde que a imprensa, notavelmente o Sunday Times da Grã-Bretanha, noticiou nas últimas semanas supostas ligações entre uma autoridade de futebol do Catar e pagamentos a representantes da Fifa que estavam envolvidos no processo de escolha das sedes futuras de Mundiais.

"Não temos nada a esconder", disse a organização do Catar 2022 em um comunicado.

"Em todos os aspectos dos processos de escolha das sedes de 2018 e 2022 nós permanecemos ligados às regras e regulamentos da Fifa." 

(Reportagem de Mike Collett-White)