Beckenbauer vai responder sobre Catar e quer fim de suspensão da Fifa

domingo, 15 de junho de 2014 13:57 BRT
 

SANTO ANDRÉ (Reuters) - Franz Beckenbauer disse neste domingo que está pronto para responder, no próximo dia 27 de junho, às perguntas do investigador da Fifa a respeito da escolha do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022 e acredita que sua suspensão de 90 dias de qualquer atividade relacionada ao futebol deve ser revista e anulada. 

Em um comunicado enviado via Twitter, o agente de Beckenbauer, Marcus Hoefl, disse que a disposição do ex-craque alemão em contribuir com as investigações do comitê de ética da Fifa é motivo suficiente para que a entidade máxima do futebol esportivo anule a sanção aplicada na última sexta-feira. 

"Franz Beckenbauer comunicou à Fifa no sábado que responderá qualquer pergunta feita pela investigação do comitê de ética até o dia 27 de junho", disse Hoefl.

"Nosso entendimento é de que, desta forma, não há 'suspeita de violação' às regras da Fifa, então acreditamos que as sanções contra ele serão removidas imediatamente."

Hoefl ainda acrescentou: "Este procedimento será assim completado: Franz Beckenbauer responderá às questões em alemão."

O agente também disse que Beckenbauer ficou "extremamente surpreso" com o banimento e que nunca teve chance de responder apropriadamente às acusações, além de não ter sido informado com antecedência da suspensão.

"É a primeira vez que a Fifa não soube como me contactar pelo telefone", disse Beckenbauer, em citação, no comunicado. "Eu também acreditei que não deveria responder às perguntas porque eu não tenho mais representação jurídica na Fifa. Mas agora tudo está mais claro."

A Fifa afirmou no sábado que Beckenbauer, campeão mundial com a Alemanha como jogador e técnico, estaria proibido de comparecer à qualquer partida nos próximos 90 dias. 

(Por Erik Kirschbaum)