Pilares do time de Felipão têm reencontro com México após fracasso na final olímpica

segunda-feira, 16 de junho de 2014 08:34 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS (Reuters) - Cinco jogadores que formam a base de confiança do técnico Luiz Felipe Scolari carregam um peso extra para o jogo de terça-feira do Brasil contra o México: Thiago Silva, Marcelo, Oscar, Neymar e Hulk estavam no time derrotado pelos mexicanos na final da Olimpíada de 2012.

Ainda que Copa do Mundo e Olimpíada tenham importância totalmente distinta no mundo do futebol, os jogadores brasileiros relembram com tristeza daquela derrota por 2 x 1 na decisão da medalha de ouro em Londres e esperam protagonizar uma história diferente quando os dois países se reencontraram em Fortaleza.

"É triste ter perdido aquele jogo contra o México, era uma medalha de ouro que o Brasil nunca conquistou e a gente perdeu na final", disse o meia Oscar, uma das decepções da seleção brasileira naquela final olímpica, ao lado de Neymar. Hoje, a dupla é a maior aposta do Brasil para conquistar o título mundial.

Os dois jovens, ambos de 22 anos, representavam a renovação da seleção brasileira implementada pelo então técnico Mano Menezes para a Olimpíada de olho no Mundial de 2014. Ao lado deles, Mano escolheu o capitão Thiago Silva, Hulk e Marcelo como os três atletas acima do limite de idade de 23 anos.

Após indas e vindas, o quinteto forma atualmente a espinha dorsal montada pelo atual treinador do Brasil para a Copa do Mundo.

Neymar e Oscar marcaram os gols da vitória por 3 x 1 sobre a Croácia na partida de estreia no Mundial, enquanto Thiago Silva é o capitão e base da defesa e Hulk é peça-chave no esquema tático pela versatilidade.

Brasil e México já se encontraram depois da Olimpíada, com vitória brasileira por 2 x 0 pela Copa das Confederações do ano passado, também em Fortaleza. O time mexicano, no entanto, vive momento bem melhor agora, tendo estreado no Mundial com vitória por 1 x 0 sobre Camarões.

Levado para a Olimpíada como referência de apoio e experiência a Oscar e Neymar, Hulk acabou o torneio como mais uma decepção, inclusive ficando no banco de reservas na decisão do ouro.   Continuação...

 
Jogadores brasileiros lamentam derrota para o México na final da Olimpíada de 2012, no estádio Wembley, em Londres. 11/08/2012. REUTERS/Nigel Roddis