Thiago Silva lamenta alto número de gols da Copa: "Para um zagueiro não é legal"

segunda-feira, 16 de junho de 2014 19:26 BRT
 

Por Eduardo Simões

FORTALEZA (Reuters) - O capitão da seleção brasileira, Thiago Silva, disse nesta segunda-feira que a Copa do Mundo no Brasil pode ser considerada até o momento a "Copa das Copas" pelo grande número de gols marcados até aqui, mas como zagueiro, lamentou o excesso de bolas na rede.

"Eu estava comentando com os meus amigos que essa é a Copa das Copas, para quem gosta de gol, quem é admirador do futebol, acho que essa é a Copa. Isso já está se mostrando em termos de gols, mas isso para um zagueiro não é nada legal", disse.

Nas 12 primeiras partidas do Mundial, a média de gols é de 3,4 por jogo. Além disso, a Copa reservou até aqui duas grandes goleadas -- 5 x 1 da Holanda sobre a Espanha 4 x 0 da Alemanha sobre Portugal.

Como se não fosse o bastante, o Mundial no Brasil ainda não teve sequer um empate e, portanto, nenhum 0 x 0, sem falar no grande número de viradas nos placares, o que têm garantido a emoção até aqui.

"Isso faz parte do futebol. Trabalhamos bem durante a semana, principalmente a parte tática do setor defensivo, para que a gente possa neutralizar as principais jogadas dos nossos adversários", disse o capitão, expressando confiança de que o ataque do Brasil manterá a média de gols elevada do Mundial.

"Consequentemente, se a gente neutralizar essas jogadas, lá na frente a gente tem jogadores capacitados para fazer os gols."

Até agora Neymar é o artilheiro da seleção no Mundial, com os dois gols marcados na vitória por 3 x 1 sobre a Croácia, seguido por Oscar, que fez o último gol do Brasil na estreia.

Contra o México, em Fortaleza na terça-feira, outros jogadores, como o centroavante Fred, artilheiro da Copa das Confederações no ano passado, poderão se juntar a essa lista.

O termo "Copa das Copas" foi utilizado inicialmente pela presidente Dilma Rousseff para descrever o Mundial no Brasil, apesar das críticas ao país pelos atrasos nas obras para receber a competição.

 
Thiago Silva e David Luiz em treino da seleção em Fortaleza. 17/06/2014 REUTERS/Mike Blake