Dois torcedores argentinos são detidos acusados de racismo

segunda-feira, 16 de junho de 2014 20:13 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Dois torcedores argentinos foram detidos por gritar insultos racistas contra dois brasileiros dentro do Maracanã no Rio de Janeiro no domingo, disse a polícia carioca.

A imprensa local divulgou que os dois estavam fazendo gestos de macacos e chamando os torcedores brasileiros de "macaquinhos" durante a vitória de 2 x 1 da Argentina sobre a Bósnia pelo Grupo F da Copa do Mundo.

As prisões acontecem meses após o jogador brasileiro Daniel Alves causar um furor na mídia ao comer uma banana jogada contra ele por um torcedor do Villareal em jogo contra o Barcelona.

Os dois turistas argentinos estariam, de acordo com as alegações, gritando insultos racistas a brasileiros. Eles foram levados para a delegacia onde foram questionados e liberados. "A investigação está em andamento", disse a Polícia Civil do Rio de Janeiro em um comunicado enviado à Reuters.

O jornal Estado de S.Paulo noticiou que um homem e seu filho relataram o abuso à Polícia Militar fora do estádio. A polícia suspeita que os argentinos podem ser parte de um pequeno grupo que entrou no Maracanã escalando as paredes, um momento capturado por imagens da rede Globo.

(Por Stephen Eisenhammer)