México vence Brasil em empolgação antes de jogo no Castelão

terça-feira, 17 de junho de 2014 14:08 BRT
 

Por Eduardo Simões

FORTALEZA (Reuters) - As seleções de Brasil e México entram em campo na tarde desta terça-feira pela segunda rodada da Copa do Mundo em Fortaleza, mas se a empolgação da torcida influenciar no placar, os mexicanos largam com vantagem no pontapé de saída do jogo que vale a liderança do Grupo A do Mundial.

Isso não quer dizer que a torcida brasileira está desanimada com a seleção, muito pelo contrário. Mas os mexicanos, com fantasias que variam do tradicional sombrero a Chapolin, passando pela máscara do lutador de "lucha libre", tornaram a disputa desigual.

"Será um jogo difícil, queremos que o México ganhe, mas sabemos que será difícil. Podemos explorar as laterais do Brasil, a defesa, que não está muito bem", disse o técnico em telefonia mexicano Domingos Dávila Muro, de 62 anos.

O torcedor liderava um "exército" de Chapolins que confraternizava e tirava fotos com os brasileiros e contava também com a sua Chiquinha, personagem da série mexicana Chaves.

A cautela de Muro destoava da confiança de outros aficionados mexicanos. Um grupo com latinhas de cerveja nas mãos gritava: "Hoje vai ser o Fortalezazo", numa referência à derrota do Brasil na final de 1950 para o Uruguai no Maracanã, conhecida como Maracanazo.

Mas o técnico de telefonia tinha na ponta da língua a resposta para a pergunta sobre quem poderá defender a seleção mexicana do ataque brasileiro. "Eu, o Chapolim!", respondeu sorridente.

A empolgação mexicana, regada a cerveja e tequila nos arredores do Castelão, também contagiava os brasileiros, que cantavam o nome do país. Mas a maioria preferia tirar fotos com os personagens mexicanos, entre eles um homem com sombrero e garrafas de tequila amarrada nas calças.

Brasil e México venceram na estreia do Mundial contra Croácia e Camarões, respectivamente, e a partida que começa às 16h em Fortaleza vale a liderança do Grupo A e a tranquilidade de praticamente garantir vaga nas oitavas de final.

Resta saber se dentro do estádio a torcida brasileira superará o ânimo mexicano e se, em campo, o Brasil passará por um rival que tradicionalmente complica para a seleção. Os mexicanos levaram a melhor na Olimpíada de Londres e venceram o Brasil na final da Copa das Confederações de 1999.

 
Torcedores brasileiros e do México chegam à Arena Castelão, em Fortaleza, para jogo das seleções. 17/6/ 2014.     REUTERS/Sergio Moraes