Partida contra o Chile será como uma final, dizem Iniesta e Torres

terça-feira, 17 de junho de 2014 17:11 BRT
 

Por Mike Collett

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Falta quase um mês para a final da Copa do Mundo, mas para os espanhóis Andrés Iniesta e Fernando Torres sua seleção já enfrenta uma final na quarta-feira, quando encara o Chile em uma partida do tipo vai ou racha no Grupo B.

Os campeões europeus e mundiais estrearam da pior maneira possível na defesa do título no torneio levando uma surra de 5 x 1 da Holanda, e os dois veteranos da decisão de 2010 sabem que estão em um momento sem volta.

“Temos que simplesmente esquecer o que aconteceu com os holandeses”, declarou o meia Iniesta em uma coletiva de imprensa no Maracanã, cenário do jogo de quarta-feira.

“Esta é nossa primeira final, depois temos que encarar outra com a Austrália. Embora tenhamos enfrentado uma situação semelhante na África do Sul, quando perdemos a primeira partida, esta é uma situação muito difícil”, disse.

“Temos que vencer, não há alternativa. E temos que disputá-la como se fosse a final da Copa, é a única maneira de vencê-la”, acrescentou.

“Todos sabemos que não jogamos bem na primeira partida, especialmente no segundo tempo, e é difícil explicar o que houve. Mas, embora não tenhamos começado bem, ainda temos a chance de mudar a situação”.

Torres, que entrou e saiu da seleção espanhola nos dois últimos anos, foi indagado se sua presença na coletiva significa que ele vai jogar.

“É melhor você perguntar isso ao técnico, eu não sei”, brincou ele antes de dizer que não importa se ele joga ou não, já que todo o time de 23 jogadores e a equipe técnica estão totalmente unidos em seu objetivo comum.   Continuação...

 
Espanhol Andres Iniesta participa de entrevista à imprensa no Maracanã. 17/6/ 2014.   REUTERS/Ricardo Moraes