Em Copacabana, torcida brasileira fica tensa e mexicanos sentem alívio após 0 x 0

terça-feira, 17 de junho de 2014 20:24 BRT
 

Por Felipe Pontes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os brasileiros que compareceram em massa à praia de Copacabana para assistir à partida da seleção contra o México nesta terça-feira, em Fortaleza, ficaram apreensivos com a atuação do time, enquanto muitos mexicanos se mostraram aliviados com o 0 x 0.

Apesar da frustração pela falta de gols, o clima no Fan Fest no final da partida foi de festa.

"Acho que Felipão tinha que mexer mais, demorou muito a tirar o Fred. A seleção está jogando com garra, mas falhou o meio-campo, precisa se organizar melhor”, disse o aposentado Carlos Santos, de 52 anos, morador de Copacabana.

Santos é assíduo frequentador da estrutura de 42 mil metros quadrados, montada na areia, pela Fifa. “Deixo a televisão em casa e venho para cá. Na muvuca é muito melhor”, disse.

No fim, o 0 x 0 despertou o lado treinador dos torcedores, que não resistiram a dar palpites e pedir mudanças.

“A partida não foi muito boa. A seleção esta igual a Portugal, que joga em volta de um só jogador, o Neymar. Desse jeito vai chegar na semifinal no máximo”, disse Grabiel Tinoco, de 28 anos.

Os mexicanos sentiram-se aliviados, mas também não deixaram de opinar e uma unanimidade dominava as análises: o goleiro Guillermo Ochoa, escolhido pela Fifa o melhor jogador da partida.

“Nos salvamos! Foi um pouco lento, muito poucas oportunidades, mas Ochoa nos salvou e empatar com o Brasil no Brasil é sempre motivo de alegria”, disse o mexicano Aldo Villareal, de 27 anos e da cidade de Queretaro, que estava com a mulher grávida de seis meses no Fan Fest.   Continuação...