19 de Junho de 2014 / às 00:17 / 3 anos atrás

Orgulhoso técnico Sampaoli exalta seus "rebeldes" chilenos

Técnico do Chile, Jorge Sampaoli, durante partida contra a Espanha, no Maracanã, Rio de Janeiro. 18/6/2014 REUTERS/Dylan Martinez

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico do Chile, Jorge Sampaoli, exaltou sua equipe como os “rebeldes” da Copa do Mundo após os chilenos garantirem a vaga nas oitavas-de-final ao eliminar a atual campeã Espanha com uma vitória por 2 x 0 no Maracanã.

“Claro que estou muito orgulhoso e especialmente orgulhoso dos jogadores. Não sei se essa é a melhor vitória de todos os tempos, para mim a melhor vitória é sempre a próxima. Mas acho que nunca vou me esquecer dessa vitória”, disse o treinador em uma coletiva de imprensa. 

“Fomos muito corajosos no modo como jogamos e se pode dizer que somos os rebeldes desse torneio”, acrescentou ele.

Os gols marcados no primeiro tempo por Eduardo Vargas e Charles Aranguiz deram ao Chile uma vitória memorável sobre a seleção que é a atual campeão do mundo e da Europa, para o delírio da legião de torcedores chilenos que vieram ao Brasil.

O Chile administrou sua vantagem de maneira notável, apresentando ainda mais precisão e imersão no jogo do que a Espanha por todo primeiro tempo.

“Acho que o time é uma equipe madura e eles provavelmente estão mais maduros do que nunca”, disse Sampaoli.

“Já fomos muito bem em nos classificar (para o Mundial), mas fomos ainda melhor hoje. Hoje jogamos com um sistema e uma ideia. Os jogadores acreditam em uma ideia e a defendem”, afirmou ele.

“Vamos ver se esse é o melhor Chile de todos os tempo, isso é algo que vamos poder dizer somente após o fim do torneio”, disse ele.

O último jogo do Chile pelo Grupo B será contra a Holanda, que também já está classificada para as oitavas, e as duas equipes vão disputar a liderança do grupo.

Uma segunda colocação pode significar ter que enfrentar o Brasil na próxima fase, e de acordo com o técnico argentino do Chile, isso significa que não se pode relaxar diante da Holanda.

“Agora o mais importante é observarmos a maneira como jogamos e como fomos capazes de derrotar um time como a Espanha”.

“Contra a Holanda precisamos do mesmo empenho e temos que estar ao mesmo nível novamente. Queremos terminar em primeiro do grupo”, disse ele.

Mas o técnico do Chile não quis fazer grandes previsões para seu time.

“Não estou pensando no Chile como campeão do mundo. Há muitos times bons aqui e vamos ver. Espero somente que possamos jogar com a mesma gana e dedicação de hoje”, disse.

Sampaoli destacou a atuação do meia Arturo Vidal, que no mês passado foi submetido a uma cirurgia no joelho, por sua luta contra a dor.

“Vidal teve alguns problemas em sua perna nesses últimos dias. Ele deu uma atuação muito intensa, o que é difícil quando se tem uma dor constante”, ressaltou.

“É incrível o que ele pode fazer. Ele está agora recebendo tratamento, está sob controle. Ele sabe que após cada jogo vai sentir alguma dor -–mas ele aguenta. Jogou em um ritmo intenso hoje, então é normal que sinta alguma dor.”

Reportagem de Simon Evans 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below