Alemanha é favorita após fiasco espanhol, diz croata Vlaovic

quinta-feira, 19 de junho de 2014 13:57 BRT
 

Por Zoran Milosavljevic

MANAUS (Reuters) - A Alemanha é a principal candidata ao título mundial de 2014 com seu sucesso baseado na velocidade, e o estilo de jogo "tiki-taka" da atual campeã e eliminada Espanha é uma relíquia do futebol contemporâneo, afirmou o ex-atacante croata Goran Vlaovic em uma entrevista à Reuters.

Vlaovic, que marcou um dos gols da Croácia na famosa vitória por 3 x 0 contra a Alemanha na Copa do Mundo de 1998, quando a então estreante nação dos Balcãs terminou em terceiro, avaliou que os espanhóis foram derrotados por seu próprio estilo "tiki-taka", que já havia lhes servido tão bem no passado. 

"Eles foram derrotados por seu próprio jogo, o tiki-taka, que já se tornou uma relíquia no futebol de hoje, pois é baseado em manter a posse de bola, enquanto tudo o que é preciso hoje é uma transformação rápida da defesa para o ataque", declarou Vlaovic. 

“A velocidade tornou-se o fator mais importante no futebol de hoje, e é aí que a Espanha falhou." 

“O futebol continua evoluindo, e embora não tenha mudado tanto taticamente nos últimos 16 anos, o ritmo é incomparavelmente mais rápido. Por isso eu vejo a Alemanha como a principal candidata ao título."

O ex-jogador de 41 anos, que aparenta ser mais jovem, marcou 15 vezes em 52 jogos pela seleção, falou à Reuters pouco antes da goleada de 4 x 0 aplicada pela Croácia à seleção de Camarões em Manaus, e que deixou os croatas em condição de classificação para as oitavas-de-final da competição. 

Acrescentando que a Croácia tem potencial para repetir ou até mesmo superar a campanha de 1998, Vlaovic estava impressionado com as zebras Costa Rica e Chile, depois de suas vitórias surpreendentes contra Uruguai e Espanha, respectivamente. 

"Tem sido um torneio muito divertido, cheio de surpresas até agora, com uma verdadeira avalanche de gols e com as emoções que os torcedores estavam esperando".   Continuação...

 
Jogador alemão Thomas Mueller celebra gol contra Portugal, na Arena Fonte Nova, em Salvador. 16/6/2014 REUTERS/Dylan Martinez