20 de Junho de 2014 / às 21:30 / em 3 anos

França goleia Suíça por 5 x 2 em Salvador

Giroud comemora gol da França com Valbuena. REUTERS/Dylan Martinez

SALVADOR (Reuters) - A França voou para cima da Suíça e goleou o país vizinho por 5 x 2 no Grupo E da Copa do Mundo nesta sexta-feira para se aproximar de uma vaga nas oitavas de final do Mundial quatro anos depois de um dos maiores fracassos da seleção francesa.

A França, que havia derrotado Honduras por 3 x 0 na estreia, lidera a chave com seis pontos e se classificará caso Honduras e Equador empatem ainda nesta sexta.

Dois gols em um espaço de tempo de 66 segundos de Olivier Giroud e Blaise Matuidi deram à França a liderança por 2 x 0 no placar antes dos 20 minutos de jogo na Fonte Nova e abriu caminho para uma vitória confortável no aniversário da greve de Knysna, durante a Copa do Mundo da África do Sul.

Mathieu Valbuena marcou o terceiro cinco minutos antes do intervalo, depois de Karim Benzema ver uma cobrança de pênalti ser defendida pelo goleiro suíço Diego Benaglio.

Mas Benzema manteve a boa forma recente como artilheiro ao anotar o quarto da França aos 22 minutos da segunda etapa e Moussa Sissoko fez o quinto.

Blerim Dzemali saiu do banco de reservas para cobrar uma falta a nove minutos do fim e diminuir para a Suíça e Granit Xhaqa, aos 42 do segundo tempo, fez o segundo dos suíços.

“Essa foi uma partida muito boa, fizemos um monte de coisas certo”, disse o técnico da França, Didier Deschamps, em entrevista na TV.

“Cinco gols contra um time forte da Suíça, ficamos com seis pontos, isso é ideal.”

A vitória enfática dá continuidade à reabilitação da França em Copas do Mundo, num momento em que a equipe busca enterrar os fantasmas de quatro anos atrás, quando uma revolta dos jogadores abalou a reputação do time.

Já nos acréscimos, Benzema pensou ter feito o sexto gol da partida, mas o árbitro apitou o final da partida momentos antes de seu disparo atingir as redes, num lance parecido com a polêmica do Mundial de 1978, quando o árbitro galês Clive Thomas impediu que Zico marcasse o gol da vitória contra a Suécia em circunstâncias parecidas.

Apesar da goleada francesa, o gol de Xhaka foi o mais bonito dos sete e o técnico da Suíça, o alemão Ottmar Hitzfeld, reconheceu a superioridade francesa.

“A França teve uma explosão em sua performance”, disse Hitzfeld. “É importante que o time se mantenha junto e não comece a culpar uns aos outros ou baixar a cabeça. É por isso que foi enormemente importante que tenhamos reagido no segundo tempo... Com dois gols ainda estamos cheios de esperança de que vamos chegar à próxima fase.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below