Felipão repete time titular com Hulk e cobra maior posse de bola no meio-campo

sábado, 21 de junho de 2014 18:16 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari indicou no treino deste sábado que vai manter a confiança no time que começou a Copa do Mundo para o jogo decisivo contra Camarões, com Hulk de volta à equipe, apesar de o Brasil ainda não ter conseguido emplacar uma grande atuação no Mundial.

O treinador, no entanto, esbravejou com o time diversas vezes durante o treinamento na Granja Comary para cobrar, principalmente, maior posse de bola no meio-campo. Até o astro Neymar ouviu reclamação do técnico por não ter trabalhado melhor a bola.

"Volta a bola, Neymar", disse Felipão, três vezes, depois que o atacante tentou uma jogada de letra em vez de tocar a bola de forma simples no meio-campo. Daniel Alves também foi alvo da insatisfação de Felipão quando precipitou um cruzamento em vez de trabalhar melhor a jogada.

A falta de criatividade ofensiva foi um dos problemas da seleção brasileira no empate por 0 x 0 com o México, na terça-feira, em Fortaleza. Mesmo quando bateu a Croácia por 3 x 1 na abertura do Mundial, o Brasil também não teve volume de jogo.

A dois dias do jogo em Brasília contra Camarões, em que o Brasil precisa ao menos de um empate para se classificar às oitavas de final sem depender do resultado de Croácia x México, Felipão mandou a campo pela primeira vez, desde o empate com o México, a equipe que pretende escalar.

Hulk voltou ao time principal após ter sido substituído por Ramires no jogo contra os mexicanos. Antes da partida em Fortaleza, o meia-atacante vinha sentindo um incômodo muscular na coxa esquerda, que segundo a comissão técnica da seleção não é mais motivo de preocupação.

O time titular de Felipão ainda é o mesmo que conquistou a Copa das Confederações do ano passado: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Neymar e Fred.

A confiança do técnico na equipe é tanta que ele praticamente não testou alternativas durante a preparação para a Copa, o que pode representar um problema se ele decidir mudar a equipe durante a competição.   Continuação...

 
Técnico da seleção Luiz Felipe Scolari dá treino para a equipe em Teresópolis. 20/06/2014. REUTERS/Marcelo Regua